Dia Mundial Contra o Câncer. A detecção precoce é a chave

O câncer pode ser combatido através da prevenção

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

No dia 4 de fevereiro se celebra o Dia Mundial Contra o Câncer, uma das principais causas de mortalidade em todo o mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 84 milhões de pessoas vão morrer de câncer em uma década, entre 2005 e 2015. A palavra chave ou a pedra angular da luta contra o câncer é, hoje em dia, a prevenção ou detecção precoce, já que permite melhorar o prognóstico e a sobrevivência dos casos de câncer, sobretudo o de mama.  

Prevenção e detecção precoce contra o câncer 

Em muitos casos, temos que destacar que uma porcentagem importante dos cânceres podem ser curados mediante cirurgia, radioterapia ou quimioterapia, especialmente se forem detectados na fase inicial. Esse é o caso do câncer de mama, que é o câncer mais frequente nas mulheres tanto em países desenvolvidos como nos países em desenvolvimento. A incidência de câncer de mama está aumentando no mundo devido a maior expectativa de vida e a adoção de modos de vida ocidentais. As estratégias de prevenção e detecção precoce visando melhorar o prognóstico e a sobrevivência dessas mulheres continua sendo a pedra angular do controle de câncer de mama no mundo. 

Por outro lado, o câncer de pulmão acaba matando atualmente um maior número de pessoas do que qualquer outro tipo de câncer, devido ao tabagismo. Alguns tipos de câncer, como os de próstata, mama e reto são mais frequentes nos países desenvolvidos. No entanto, outros tipos de câncer, como o de fígado, estômago e colo uterino, são mais frequentes nos países em desenvolvimento. 

O importante é sabermos que está em nossas mãos o poder da prevenção. Para entender isso melhor, o câncer é um processo de crescimento e disseminação anômalo das células. O início da doença pode acontecer em qualquer parte do corpo e o tumor pode invadir o tecido circundante e provocar metástase em pontos distantes do organismo. Muitos tipos de câncer poderiam ser prevenidos evitando a exposição a fatores de risco comuns como o fumo, o modo de vida pouco sadio (consumo de cigarro e álcool, dieta inadequada, falta de atividade física) e exposição de produtos cancerígenos como o amianto ou até mesmo no ambiente de trabalho nas ruas das grandes cidades devido à poluição. A exposição exagerada e em horários impróprios do sol (raios ultravioleta) e algumas infecções como a hepatite B ou a infecção pelo vírus do papiloma humano, são outros casos em que o câncer poderia ser evitado. 

Principais fatores de risco do câncer que podem ser evitados: 

1. Consumo de cigarro: causa 1,8 milhões de mortes por ano de câncer (sessenta por cento desses casos acontecem em países de baixa e média renda). 

2. Excesso de peso, obesidade ou falta de atividade física: em conjunto causam 274.000 mortes por ano. 

3. Consumo nocivo de álcool: causa 351.000 mortes anuais de câncer. 

4. Infecção por vírus do papiloma humano transmitido por via sexual: causa 235.000 mortes anuais de câncer. 

5. Agentes cancerígenos no meio ambiente: causam pelo menos 152.000 mortes por ano. 

Marisol Nuevo.