Como evitar o contágio do herpes labial em crianças

Como o herpes labial afeta na gravidez e na infância

Vilma Medina

Vilma Medina

O herpes simples do tipo 1 (HSV-1) ou herpes labial é muito contagioso e, ainda que nos adultos não tenha maiores consequências, nos recém-nascidos pode causar graves danos e inclusive a morte. É transmitido através da saliva e não tem nenhuma relação com o herpes vaginal

Por volta de 85% da população mundial está infectada e mais da metade dela foi contagiada na infância antes dos 6 anos de idade. Uma vez infectada, o vírus se torna latente no nosso corpo e pode voltar a brotar ao longo da nossa vida, já que não se cura. 

Sintomas do herpes labial em crianças e gestantes

como-evitar-o-contágio-do-herpes-labial-crianças A 

O surto do herpes labial pode durar entre 7 e 15 dias, mas quais são os seus sintomas?

- Começa com uma sensação de coceira e queimação nos lábios.

- Aparecem umas pequenas bolhas na área. 

- As bolhas estouram e flui um líquido. 

- Se forma uma crosta. 

- A crosta cai sem deixar marcas. 

É importante ter muita precaução para evitar a propagação do contágio quando o vírus está em pleno surto. 

5 medidas para evitar o contágio do herpes labial em crianças e gestantes 

1. Lavar bem as mãos com sabão com muita frequência. 

2. Não tocar o rosto com as mãos. 

3. Lavar os brinquedos e os objetos que a criança utiliza. 

4. Evitar os beijos

5. Não compartilhar copos, talheres, garrafas nem travesseiros. 

6. Aplicar protetor solar labial. 

Como o herpes labial afeta os recém-nascidos e as crianças 

Se um recém-nascido é contagiado com herpes labial pode ser muito perigoso. Pode causar-lhe infecções como a encefalite ou meningite e afetar o cérebro, pulmões e fígado causando úlceras na pele e nos olhos e podendo provocar inclusive a sua morte. 

O primeiro surto de herpes labial em crianças pode causar a doença denominada gengivoestomatite herpética, o que apresenta: 

1. Febre alta. 

2. Dor na gengiva. 

3. A criança baba muito. 

4. Dificuldade para comer.

5. Bolhas na boca, na língua, bochechas, palato e gengivas. 

Por que as gestantes são mais propensas a ter surtos de herpes labial 

As quedas do sistema imunológico, as alterações hormonais, o estresse, a falta de descanso e as altas e as baixas temperaturas podem desencadear os surtos do herpes labial. Durante a gravidez é possível tratar com cremes anti-herpéticos, sempre consultando o médico, e se o surto se produz logo após o nascimento do bebê é muito importante extremar as medidas de precaução para evitar o contágio do nosso filho. Também se podem aplicar alguns remédios para encurtar sua duração e evitar o contágio:  

- Diante dos primeiros sintomas é bom aplicar gelo e álcool na área. Isso pode prevenir o seu desenvolvimento. 

- Os cremes anti-herpéticos ou antivirais tópicos aplicados 4 ou 5 vezes por dia, antes das 72 horas antes do surto ajuda a encurtar o processo viral. 

- Existem cremes que favorecem a cicatrização após a explosão das bolhas. 

- Os curativos ajudam a reduzir o contágio. 

- Os géis isolam a área afetada para evitar que o vírus se propague. 

Cristina González Hernando

Redatora de Guiainfantil.com

Herpes infantil

Herpes infantil

O que é o herpes. Causas e cura do herpes infantil. O herpes é uma infecção viral frequente que se apresenta em duas variedades: O herpes tipo I, a mais comum tanto em crianças como em adultos. Produz lesões ao redor da boca em forma de aftas (herpes). O natural é que quando apareça esse tipo de infecção, a criança perca o apetite, devido às lesões que começam em uma área avermelhada, que se abre e deixa sair um líquido opalino.

Os riscos laborais da mulher grávida

Os riscos laborais da mulher grávida

É necessário que se conheça os principais fatores de risco no posto de trabalho para a gestante, e como prevenir determinadas situações que podem se tornar perigosas tanto para ela como para o bebê que carrega no seu ventre.

Beijar a boca dos bebês, sim ou não?

Beijar a boca dos bebês, sim ou não?

Beijo na boca dos bebês. Muitos pais acham normal beijar seus filhos desde bebês, na boca. Os médicos desaconselham, mas muitas famílias acham essa atitude normal e que não influencia em nada a saúde da criança.

Herpes labial durante a gravidez

Herpes labial durante a gravidez

A infecção pelo vírus do herpes pode ser transmitida ao bebê através do sangue ou durante o trabalho de parto, quando passa através da vagina da mãe. Existem vários tipos de herpes, e dependendo de cada um, o tratamento será diferente. A gente conta como prevenir o herpes labial e como reconhecê-lo durante a gravidez.

Herpes vaginal na gravidez

Herpes vaginal na gravidez

Existem dois tipos de herpes: o herpes labial ou simplex tipo 1, que afeta principalmente a área do rosto e lábios e o herpes genital ou herpes simplex tipo 2. A infecção pelo vírus Herpes pode ser transmitida ao bebê através do sangue ou durante o trabalho de parto, quando passa através da vagina da mãe. A gente te explica o que é e quais os perigos que têm para o bebê.

0 comentarios