Micose: prevenção, diagnóstico e tratamento

10 conselhos para prevenir a micose

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Os fungos são os causadores dos problemas na pele que causa a micose, uma doença que também pode afetar o couro cabeludo e as unhas. As infecções chamadas micoses recebem nomes diferentes dependendo da área afetada. Assim, quando se apresenta entre os dedos dos pés recebe o nome de frieira, quando aparece nas unhas, onicomicose subungueal distal e lateral (“unheiro”), quando afeta o couro cabeludo é chamada de tinha e quando na zona inguinal, tinha crural, além do famoso “sapinho”, quando na boca. 

Diagnóstico e micose na pele 

A aparência da pele é a chave para que o médico estabeleça o diagnóstico. Mas, além disso, pode ser confirmada com dois tipos de exames: um consiste em tomar uma mostra da pele afetada e analisá-la sob o microscópio e outro em iluminar a área afetada com uma lâmpada de Wood, já que o fungo pode aparecer fluorescente quando se examina a pele com uma luz azul em um quarto escuro. 

Tratamento para eliminar a micose

A micose é mais fácil de tratar quando afeta a pele. Deve-se manter a pele limpa e se recomenda aplicar talcos, loções ou cremes antimicóticos de uso externo. Esses produtos geralmente contêm miconazol e clotrimazol. Além disso, é importante lavar os lençóis e as toalhas de banho todos os dias enquanto a infecção dura. Os medicamentos para a pele são efetivos num período de 4 semanas. Por outro lado, quando a micose afeta o couro cabeludo ou as unhas, ou a infecção parece severa e persistente é necessário administrar medicamentos antimicóticos por via oral. Também pode ser necessário administrar antibióticos para tratar as infecções bacterianas relacionadas. Por esse motivo se deve procurar o médico imediatamente se houverem sinais de infecção bacteriana como inflamação, pele quente ao tato, piora súbita e vermelhidão e manchas na pele, linhas vermelhas, pus ou outra secreção e febre. Essas infecções adicionais podem aparecer como consequência da coceira, por exemplo. No entanto, deve-se buscar assistência médica se a micose infecta o couro cabeludo ou a barba, ou até mesmo na pele, quando não há melhora com a utilização de medidas de cuidado pessoal em 4 semanas. 

10 conselhos para prevenir a micose

A micose é uma doença contagiosa, que é transmitida facilmente pelo contato de uma pessoa para outra. Os dermatófitos são bastante numerosos no tecido morto e o calor e a umidade são seus meios de cultivo. Por essas razões a micose é uma doença difícil de prevenir, mas tome precauções: 

1. Evite tocar as áreas infectadas de pele de outras pessoas. 

2. Evite o contato com animais infectados como gatos e cachorros

3. Mantenha a pele limpa e seca. 

4. Utilize xampu regularmente, especialmente depois de um corte de cabelo. 

5. Lave regularmente a roupa que você utiliza ao se exercitar. 

6. Banhe-se sempre após praticar algum esporte porque os dermatófitos se depositam na pele e se proliferam com o suor (calor e umidade). 

7. Evite compartilhar roupas, toalhas, pentes, escovas de cabelo, bonés ou outros elementos de cuidado pessoal. Esses elementos devem ser lavados e secos muito bem depois de usá-los. 

8. Use sandálias ou sapatos em ginásios, vestuários e piscinas. Não ande descalço em zonas públicas. 

9. Evite tocar animais de estimação que tenham manchas na pele sem pelos. 

10. Lave as mãos com frequência após tocar em animais domésticos. 

Marisol Nuevo

Puedes leer más artículos similares a Micose: prevenção, diagnóstico e tratamento, en la categoría de Saúde en Guiainfantil.com Brasil.