Sopro no coração do bebê e da criança

O que é um sopro cardíaco em crianças e bebês

Muitos pais temem o pior quando diagnosticam ao seu filho com sopro cardíaco. No entanto, esse diagnóstico é, na realidade, muito habitual. De fato, muitas crianças são detectadas com sopro cardíaco em algum momento da sua vida. A maioria dos sopros não deve ser motivo de preocupação e não repercute sobre a saúde da criança. 

Um sopro cardíaco não é mais do que um ruído suave que o sangue produz ao passar pelo coração. Geralmente, o pediatra pode reconhecê-lo ao fazer uma auscultação com o estetoscópio. O sopro no coração é o resultado de um exame e não uma doença. O pediatra e o cardiologista infantil podem determinar se o sopro é funcional (o que significa que a criança está saudável) ou se existe um problema cardíaco específico. 

Como se detecta um sopro no coração nos bebês?

sopro-no-coração-do-bebê-e-da-criança A

O sopro pode ser detectado em diversas circunstâncias. Nos recém-nascidos, ao se realizar a primeira exploração, o neonatologista pode perceber um sopro, que desaparece em horas ou dias, e que só reflete o ajuste que a circulação do bebê faz ao mudar as condições presentes no seio da mãe às existentes no exterior. Também é possível que, nessa idade, o sopro seja produzido por uma pequena anomalia que pode se curar espontaneamente nas seguintes semanas ou meses. 

O sopro no coração das crianças mais velhas

Os sopros nas crianças podem ser escutados pela primeira vez numa visita rotineira ao pediatra ou durante uma doença infecciosa, acompanhada por febre, ou bem num exame médico antes de se matricular num clube desportivo. Ainda que a palavra sopro possa assustar muito aos pais, o sopro é quase sempre um fenômeno normal, e quando a criança não apresenta nenhum sintoma associado se deve à expansão do volume circulante do sangue em períodos de crescimento rápido. Quando o volume de sangue por minuto que passa pelo coração é maior dá lugar a turbulências que podem ser escutadas por um estetoscópio. Devido ao erro comum de crer que todos os sopros cardíacos são graves é importante que os pais entendam que tipo de sopro o seu filho tenha e se necessita que lhe façam uma avaliação mais a fundo. 

Sopros funcionais no coração das crianças

Um sopro funcional é o som de um fluxo de sangue normal, que circula através de um coração normal de maneira normal. Quando a criança tem febre, a circulação sanguínea se acelera ainda mais e o sopro pode se tornar mais intenso e ouvi-lo com maior facilidade. Os sopros auscultados nessas circunstâncias recebem o nome de sopros inocentes, funcionais, fisiológicos ou transitórios. Esse sopro é produto de um coração normal e saudável que pode aparecer e desaparecer ao longo da infância, e pode desaparecer por si só na medida em que vá crescendo e não implica em nenhum risco para a saúde. 

Sopros orgânicos no coração dos bebês e crianças 

São os sopros que refletem uma doença do coração e se originam no lugar onde se encontra a anomalia cardíaca. A esses sopros se chamam orgânicos e são permanentes. Quando a criança tem esse tipo de sopro, geralmente (ainda que nem sempre) manifesta outros problemas: sua muito, não cresce adequadamente, respira rápido, se cansa facilmente ou fica vermelho ao chorar ou a fazer algum esforço. Para decidir se o sopro é funcional ou orgânico, o médico se apoiará no resultado de uma radiografia do tórax para avaliar o tamanho do coração e no caso de dúvida ele recorrerá ao cardiologista pediátrico, que acrescentará à sua avaliação um eletrocardiograma ou um ecocardiograma que proporciona uma completa e precisa informação da estrutura e função do coração. 

Marisol Nuevo

Redatora

  • Pipoca ajuda a combater câncer e doenças cardíacas
    Pipoca ajuda a combater câncer e doenças cardíacas

    Pipoca, além de muito gostosa, ajuda a reduzir a incidência de câncer e doenças cardíacas, diz pesquisa recente nos EUA. A melhor amiga das crianças e adultos ao assistirem a um filme, televisão, ou para um passeio no parque, pode fazer bem à saúde.

0 comentários