10 alimentos proibidos para os bebês antes dos 2 anos

Vilma Medina

Vilma Medina

O delicado estômago de um bebê não admite qualquer alimento. O processo de amadurecimento que o sistema digestivo necessita faz com que o bebê não esteja preparado para digerir certos alimentos durante seus primeiros meses de vida, e, além disso, o leite materno é suficiente para cobrir suas necessidades alimentares. 

No entanto, a partir dos 6 meses, o bebê necessita de outros nutrientes e os pediatras fornecem algumas recomendações aos pais sobre como, quando e em que ordem introduzir alimentos na dieta do bebê. 

Alimentos que os bebês não devem comer

10-alimentos-proibidos-para-bebês-2-anos A 

Algumas pesquisas revelam que uma elevada porcentagem de crianças menores de 2 anos já bebem sucos ou refrigerantes, comem doces ou salgadinhos. Em todo o caso, as pesquisas não são necessárias. Com certeza alguma vez você já viu um bebê menor de 24 meses com um saquinho de doces, biscoitos industriais ou sucos. No entanto, estes são alimentos que nunca deveria ser dado a um bebê antes dos 24 meses: 

- Mel: este alimento pode estar contaminado com uma bactéria responsável pela transmissão do botulismo. Além disso, já que o sistema imunológico do bebê ainda está em desenvolvimento, ele poderia sofrer uma alergia ao pólen. Inclusive poderia sofrer de asfixia ao tomar este alimento tão gostoso.  

- Balas e doces: têm um alto conteúdo de açúcar, goma e colorantes, substâncias totalmente desnecessárias nessa idade. Os doces só contribuem para gerar obesidade infantil e cáries na boca dos bebês. 

- Bolos confeitados industriais: têm muita gordura trans, as mais prejudiciais e óleos menos saudáveis. Além disso, têm alto conteúdo de açúcar. 

- Frutos secos: são alimentos que podem provocar alergias. Nozes, amendoins ou amêndoas são alimentos altamente alergênicos. Não se deve introduzir na dieta antes dos 5 ou 6 anos. 

- Refrigerantes: têm alto conteúdo de cafeína, açúcar e aditivos químicos que podem ocasionar danos intestinais e gástricos aos bebês. Além disso, pode produzir alterações no sono do bebê.  

- Salsicha: grande fonte de engasgos em crianças. O bebê pode se engasgar facilmente.

- Peixe espada e atum vermelho: são peixes com alto conteúdo em mercúrio, por isso o bebê não deveria comê-lo até os 3 anos. 

- Conservas: Contém muito sal e conservantes necessários para alongar sua validade. 

- Embutidos: têm grandes quantidades de sal e gorduras. 

- Sucos de caixinha: é preferível elaborá-lo em casa e evitar assim os açucares e outros componentes como o néctar. 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com

A alimentação, um direito indispensável das crianças

A alimentação, um direito indispensável das crianças

O direito à alimentação é faz parte da Declaração dos Direitos da Criança, que se estabeleceu no dia 20 de Novembro de 1959 para defender as necessidades básicas de todas as crianças.

Pode-se colocar uma criança de dieta?

Pode-se colocar uma criança de dieta?

A obesidade infantil é um problema de saúde pública, cujas cifras são alarmantes nos países desenvolvidos. No entanto, pode-se colocar uma criança de dieta?

Nada de espinafre, atum ou peixe espada para bebês e gestantes

Nada de espinafre, atum ou peixe espada para bebês e gestantes

A Agência Espanhola de Segurança Alimentar e Nutrição (AESAN) endurecem os alertas alimentares após revisar o efeito dos metais na saúde. A agência desaconselha o consumo de acelgas, espinafre, atum ou peixe espada para crianças menores de três anos e para gestantes.

Benefícios do azeite de oliva para crianças e gestantes

Benefícios do azeite de oliva para crianças e gestantes

Se existe um alimento que nunca pode faltar em qualquer dieta saudável que se aprecie é o azeite de oliva. Ingrediente fundamental da dieta mediterrânea é algo que não se deve se esquecer na hora de estabelecer cardápios ricos em sabor e equilibrados em calorias. Por isso, nada melhor que conhecer os benefícios de comer com azeite de oliva para as mulheres que estão esperando um bebê e também para as crianças, já que é um produto essencial para o seu crescimento.

Importância da vitamina E para crianças e gestantes

Importância da vitamina E para crianças e gestantes

A vitamina E é essencial para a prevenção de algumas doenças e também para um crescimento saudável e a podemos encontrar em muitos alimentos que devemos incluir na alimentação infantil e na dieta durante a gravidez.

7 alimentos para a dor de estômago das crianças

7 alimentos para a dor de estômago das crianças

Muitas crianças se queixam de dor de estômago sem razão aparente. E, sobretudo pela manhã. As causas podem ser numerosas: desde uma leve inflamação das paredes do estômago (gastrite), até uma leve indigestão. Talvez algum alimento que a criança se sente mal (como a proteína do leite) ou um vírus passageiro a tenha atacado.

A prisão de ventre infantil. As fezes do seu bebê

A prisão de ventre infantil. As fezes do seu bebê

A observação das fraldas do bebê é muito útil. Dessa observação, além do cheiro nada agradável fornece muita informação aos pais. Desde a primeira visita do seu bebê ao pediatra pode ser habitual que ele pergunte com que frequência a criança molha as fraldas e a de quanto em quanto tempo ele faz cocô e qual o aspecto deste.

0 comentarios