Meu filho não gosta de frutas. O que fazer?

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O hábito de comer frutas não é só bom para evitar doenças cardiovasculares e o diabetes, mas também para evitar a obesidade infantil. Muitos pais se preocupam quando seus filhos não gostam de frutas. Comer fruta deve ser um hábito que deve ser adquirido desde muito cedo através das papinhas, e mesmo quando seu filho estiver um pouquinho maior, ainda existem maneiras de se conseguir que ele coma frutas.

O que fazer para que as crianças gostem de frutas

crianças-comendo-melancia-frutas A

Uma maneira de estimular a criança a comer frutas é sempre tê-las à vista dela desde pequena, sobre a mesa ou geladeira, e se possível, cortada em pedacinhos para que as crianças possam comê-las toda hora. É aconselhável ter frutas da época, pois são mais econômicas e têm melhor sabor e qualidade. Se for comprar fruta cortada e embalada, escolha a que não tenha adição de açúcar. A fruta deve ser comida ‘in natura’, sem açúcar.

Minha sobrinha Lara, desde muito pequena se acostumou a comer frutas e sucos sem açúcar e até hoje leva esse bom hábito. Sequer gosta de refrigerante. Uma das receitas práticas e deliciosas para estimular o consumo de frutas é ter sempre preparada uma salada de frutas para as crianças na geladeira. Se você deseja introduzir a fruta na dieta dos seus filhos, seja no café da manhã ou sobremesa ou na merenda, essa salada de frutas pode representar um grande passo: 

Salada de frutas (para 4 pessoas)

- 3 laranjas 

- 2 maçãs

- 2 peras

- 2 bananas prata

- 3 kiwis

- 2 colheres de mel 

- Também pode acrescentar pedaços de outras frutas como manga, uvas, morango, etc. 

Para começar, descasque e corte cada fruta em pedacinhos, dispondo-as numa tigela. Reserva-se uma laranja para que seja exprimida sobre as frutas quando estiverem cortadas, junto com o mel. Essa é uma forma muito simples para surpreender aos pequenos da casa. As saladas de frutas também podem ser acompanhadas de uma bola de sorvete na sobremesa. Bom apetite!  

Vilma Medina
Diretora de GuiaInfantil.com