O primeiro passeio do bebê no carrinho

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Eu ainda me lembro de minha avó me dizendo que os bebês não deviam sair de casa até um mês após o seu nascimento. Antes era comum escutar que o bebê só deveria sair para uma visita ao pediatra após o seu primeiro mês de vida, mas hoje as recomendações mudaram, e, se o tempo estiver bom e agradável, o bebê pode sair a passeio a partir dos sete ou dez dias de vida, ainda que seja por um tempo bem breve. 

O primeiro passeio do bebê no carrinho

o-primeiro-passeio-do-bebê-no-carrinho A

O recém-nascido corre muitos riscos no seu desenvolvimento e crescimento, mas não por isso devemos encerrá-lo numa bolha. No verão, é recomendável passear com o bebê no seu carrinho ou cadeira de passeio, pelo menos meia hora por dia. Caminhar com o recém-nascido promove muitos benefícios para a mãe e o bebê, que poderá ir se adaptando ao clima. 

Evite sempre as horas de calor forte e a exposição direta ao sol. Não saia com o seu bebê se estiver chovendo, fazendo frio ou se estiver ventando forte. Os horários mais favoráveis para o passeio é no meio da manhã e no meio da tarde, quando tem menos brisa e o sol é menos intenso.

Conselhos para passear com o seu bebê 

Sempre que for sair, ainda que o trajeto seja curto, convém levar na bolsa uma muda de roupa e fraldas, além do seu alimento e um nécessaire com tudo o que for precisar para a sua higiene, assim como um pacote de toalhinhas úmidas. Na primavera e outono, convém também levar uma manta. A cadeira de passeio deve ser prática e segura. Antes de sair, revise os utensílios do carrinho como o freio e se o toldo que protege o bebê do sol está funcionando bem, uma vez que a pele do bebê é muito delicada e suscetível a queimaduras.  

Não se esqueça do protetor solar, já que durante o passeio, a direção e os raios solares vão mudando. No entanto, os raios de sol tênues e suaves ajudam o bebê a sintetizar a vitamina D, que ele necessita para o bom funcionamento do seu organismo e ainda contribui para reforçar o seu sistema imunológico e ajuda a abrir o seu apetite. Na hora de vestir o bebê, abrigue-o adequadamente, pois isso é fundamental. Vista a criança como você se veste e se sente cômoda em função da temperatura do dia. O bebê não deve passar frio nem calor. 

Um excesso de roupa pode provocar na criança muito calor e excesso de suor. O suor, quando resfria pode ser uma causa direta de resfriado. Para comprovar sua temperatura corporal, não é tão difícil. Se você notar que a sua nuca está suando é porque está excessivamente abrigado, e se o seu nariz estiver frio é que está passando frio. 

Marisol Nuevo

Redatora de Guiainfantil.com