8 travessuras das crianças com os smartphones dos seus pais

Vilma Medina

Vilma Medina

Ella, aos seus 18 meses de idade ficou contentíssima ao ouvir seus pais falarem das férias. Como eles ainda não tinham claro o destino, pegou o celular da sua mãe e reservou uns vôos... Para Espanha! Parece incrível, mas é uma história real. Isso aconteceu na Inglaterra. 

A pequena não teve nenhum problema na hora de navegar pela internet com o smartphone da sua mãe, buscar uma página de vôos e reservar a viagem pelo paypal, acertando por casualidade as letras de confirmação. Mas, essa pequena travessura já não surpreende. Ela acontece cada vez em mais ocasiões em que possamos imaginar. Alguma vez já te ocorreu algo similar?

As 8 travessuras das crianças mais habituais com os smartphones dos pais

8-travessuras-das-crianças-smartphones-pais A 

Para essas crianças o smartphone é um brinquedo. Mas, para os pais pode ser um grande problema. As crianças parecem nascer com conhecimento inato do uso de celulares e tablets. Elas os manejam com perfeição a partir de um ano. Mas, evidentemente não sabem ler, mas às vezes podem causar um grande estrago... Você se lembra a última travessura que o seu filho fez com o celular? Aqui você tem os casos que mais acontecem na vida real: 

1. Comprar aplicativos. São os casos que mais acontecem, sem dúvida. Os pequenos têm uma facilidade tremenda na hora de se meter em aplicativos de compras integradas de celulares ou tablets. Se você tiver um correio vinculado a uma conta de compras, a criança não terá que fazer nada mais do que acionar o botão de compra. Muitas vezes os jogos incluem compras adicionais, que aparecem na metade do jogo, e que muitas crianças aceitam sem querer... 

2. Descarregar músicas e filmes. Através do celular também existe essa possibilidade, sem dúvida, de descarregar música ou vídeos através de vários servidores. 

3. Inscrever-se em canais do Youtube. As crianças amam navegar pelo Youtube. E são atraídas pelos botões vermelhos de inscrição a um canal, como as ‘mãozinhas’ de ‘curtir’ ou ‘não curtir’. Muitas dessas crianças clicam esses botões sem saber o que estão fazendo. 

4. Comprar com paypal. Uma das grandes (e caras) travessuras das crianças. Muitas pessoas têm vinculada sua conta de paypal ao celular. Não existe uma forma mais rápida e simples de comprar... E perigosa (no caso de deixar o celular com a criança). 

5. Participar em sorteios. Há pouco tempo, uma criança de 2 anos conseguiu ganhar um carro na página do eBAy. Ela se inscreveu numa página de sorteios com o smartphone dos seus pais e inscreveu para participar. Evidentemente esse tipo de travessura não tem repreensão. 

6. Publicar nas redes sociais. O mais comum é que tenhamos nossas redes sociais no smartphone ou no tablet. E o mais normal, também é que não as fechemos. Para uma criança é muito fácil entrar no Facebook e publicar uma foto ‘sem querer’. Entre outras coisas, porque não necessita de nenhuma tecla de confirmação. 

7. Chamadas de emergências ou para números desconhecidos. As crianças que marcam números por azar e terminam telefonando para o exterior, ou para celulares de pessoas desconhecidas. E, é claro, também acontece muito o caso de crianças que ligam para chamadas de emergências. 

8. Entrar no Whatsapp. Não será a primeira vez nem a última que recebemos uma mensagem desse tipo: fhjksahfrll. A explicação? Uma criança escreveu com o smartphone dos seus pais. 

Como evitar que o seu filho utilize o smartphone de forma incorreta 

Para evitar todas essas trapalhadas, o melhor é prevenir. Para isso, você pode seguir esses conselhos: 

- Existem aplicativos específicos para proteger o celular das crianças. O objetivo desses aplicativos é criar uma navegação segura para que as crianças não possam efetuar compras integradas, chamadas desnecessárias ou descarregar conteúdo inadequado. Isso se consegue algo como ‘modo ou espaço para crianças’. 

- Usar tablets especiais para crianças. Existe no mercado tablets que já vem preparado para crianças. Assim, você evitará ter que instalar o filtro parental, e também evitará que a criança apague fotos do seu smartphone. 

- Instalar um filtro parental. Tanto Android como IOS tem a possibilidade de bloquear certos conteúdos e criar uma senha de confirmação para as compras. 

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com

10 motivos para proibir os smartphones para crianças menores de 12 anos

10 motivos para proibir os smartphones para crianças menores de 12 anos

Hoje em dia existe uma grande preocupação dos pais em relação ao contato que as crianças têm, inclusive os bebês, com os smartphones e tablets. Especialistas no tema alertam sobre o risco do uso desses aparelhos por bebês e crianças.

Proibição do ipad e smartphones a menores de dois anos

Proibição do ipad e smartphones a menores de dois anos

Um dos grandes produtores de smartphones e tablets, Taiwan, foi a primeira nação a declarar guerra aos pais que utilizam esses aparelhos como ‘babás’. A partir de agora em Taiwan as crianças menores de 2 anos não poderão brincar com nenhum desses aparelhos.

Lesões em crianças derivadas do uso de smartphones e tablets

Lesões em crianças derivadas do uso de smartphones e tablets

Você sabe por que as crianças que passam muito tempo com os tablets e smartphones estão desenvolvendo problemas musculares nas mãos e nos dedos? Usar telas sensíveis ao toque não ajuda a trabalhar os músculos necessários para a escrita.

O bom e o ruim das novas tecnologias para as crianças

O bom e o ruim das novas tecnologias para as crianças

As crianças de hoje em dia nascem e crescem rodeadas das novas tecnologias. Tanto é assim que já são chamados nativos digitais. Em quase todas as casas já existe um computador, um smartphone, um tablet ou um videogame.

O seu filho sofre da Síndrome do Pensamento Acelerado?

O seu filho sofre da Síndrome do Pensamento Acelerado?

Os especialistas vivem avisando aos pais há muito tempo: as crianças estão recebendo um excesso de informações e estímulos. Os smartphones, a televisão ou o tablet e toda a informação que chega ao cérebro infantil através desses dispositivos pode causar a Síndrome do Pensamento Acelerado.

0 comentarios