Bullying ou maltrato aos professores

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O Bullying é uma ação de uma pessoa ou um grupo contra outra indefesa buscando denegrir, humilhar, intimidar e causar terror na vítima. O assédio moral tem aumentado em todo o mundo e é comum se ouvir falar de maus-tratos com crianças, mas o que muitos têm esquecido são os maus-tratos com professores. No Brasil e em todo mundo já existem inúmeros casos de professores que tiveram que abandonar a ilustre carreira seja por bullying, ameaças e agressões por parte dos alunos. 

No meu caso, eu tenho uma tia e uma prima docentes que vi se formarem após muito sacrifício do seu tempo e amando sua profissão. Por elas e pelos professores que tenho tido ao longo da minha vida eu escrevo essa breve reflexão. 

Perseguição escolar e violência contra os professores

bullying-ou-maltrato-aos-professores A 

O maltrato aos docentes não é novo. Em vários países, os ameaçam de morte, são maltratados física, verbal e moralmente por alunos e pais de família e parece que nada acontece. De fato, os números que busquei na internet para nutrir esse artigo são insuficientes. Cada país administra números diferentes e existem muitos maus-tratos não denunciados, uma vez que os professores se negam a falar por medo ou por vergonha. Além disso, trata-se de violência cotidiana. Essa violência sempre parte de um valentão que supostamente tem mais poder, mas às vezes são grupos inteiros contra uma vítima. Como se defender? 

Eu te convido a buscar em vídeos na internet de professores agredidos, insultados, humilhados. Isso é bullying. Como o mau-trato escolar também exercido pelas redes sociais, correios ameaçadores aos professores, problemática que também tem aumentado. O chat usado para realizar ‘memes’ naqueles que tiram sarro do professor também se configura em bullying. 

O mais grave é que a intolerância contra aquele que ensina já tem como conseqüência muitas mortes. Essa profissão, em que celebramos no dia 5 de outubro em todo o mundo (no Brasil se comemora no dia 15 do mesmo mês) o Dia Mundial do Professor, na verdade se torna de alto risco em vários países em todo o mundo, por situações de guerra onde a escola se em alvo de ataques por pertencer a sindicatos e por situações de intolerância. 

Agora, o que podemos fazer? Se você for pai de família, ensine em casa o respeito pelo professor na escola. Pode ser que ele se engane, mas quando o fizer, aproxime-se dele de uma maneira respeitosa e não fale mal dele na frente dos seus filhos. Promova o respeito à autoridade, pois você é a autoridade na sua casa e seu filho o vê como exemplo. Ajude a construir um mundo mais tolerante, onde os pequenos respeitem como a gente fazia antigamente, quando o professor era uma autoridade a ser respeitada. Caso aconteça o contrário e o seu filho for maltratado pelo seu professor, não tenha dúvida de denunciá-lo. 

Nós temos que trabalhar juntos para evitar o bullying qualquer que seja sua manifestação, e banir das salas de aula qualquer tipo de violência, seja de aluno contra aluno, professores contra alunos e vice-versa, e que a sala de aula volte a ser um lugar propício para o ensino de boa qualidade.