Escutar queixas constantes é ruim para o cérebro das crianças

Vilma Medina

Vilma Medina

Com certeza você conhece alguém que se queixa por tudo: seus filhos se portam mal, seus amigos não lhe escutam, seus chefes não lhe consideram, seu médico não liga pra você, o ônibus chega atrasado, faz frio, faz calor... 

É esgotante escutar essas pessoas que se queixam por tudo o dia todo. Inclusive quando não tenha nada por que se queixar elas encontram uma razão para fazê-lo. Normalmente a gente foge delas e isso tem uma explicação científica: a exposição às pessoas negativas prejudica a função cerebral, e nos deixam confusos ou esgotados. Isso implica também às crianças, por isso se você anda se queixando por tudo diante deles leia isso e depois reflita. 

Expor-se às queixas repetidas é ruim para o cérebro

escutar-queixas-constantes-é-ruim-para-o-cérebro A 

Trevor Blake explica em ‘Three simple steps: a map to success in business and life’ que os neurocientistas têm aprendido a medir a atividade no cérebro quando este enfrenta determinados estímulos, incluindo as constantes queixas. 

Blake explica que o cérebro funciona como um músculo, por isso que se as crianças estiverem rodeadas de pessoas negativas e tóxicas, que se queixam constantemente, elas terão a tendência em repetir esse comportamento. 

A pesquisa realizada pelo autor demonstra que quando alguém seja adulto ou criança se expõe demasiadamente às queixas pode ficar confuso.

Tão apenas 30 minutos junto a alguém negativo ou inclusive vendo um programa de televisão esse tipo de conteúdo faz com que o cérebro perca a capacidade que necessita para resolver um problema. 

Por que existem adultos e crianças tão queixosos 

No nosso dia a dia encontraremos mil motivos para os queixarmos, no entanto, essas queixas lançadas ao ar são inúteis, então por que o fazem? 

- Insatisfação: por trás das queixas por que chove ou por que faz calor se esconde uma profunda queixa diante da sua vida; são pessoas que não encontram o lado bom das coisas. 

- Falta de empatia: são pessoas que sentem ser o centro do universo, que necessitam e merecem mais coisas que os demais e não são capazes de se colocar no lugar do outro. 

- Costume: as crianças muito queixosas podem ser filhos de pais que se queixam por tudo. Assumem que se lamentar faz parte do dia a dia e é uma mania a mais. 

Como evitar as pessoas que se queixam constantemente

Para evitar que essas queixas prejudiquem o cérebro das crianças, as deixem confusas e inclusive as convertam em crianças queixosas; devemos ensinar nossos filhos a se defender e a se afastar desse tipo de pessoas, como? Trevor Blake nos dá algumas pistas: 

- Ficar distante: é a medida mais prática. É só dar a volta e buscar uma companhia mais adequada. 

- Pedir ao que se queixa que resolva os seus problemas: podemos dizer aos nossos filhos que façam essa pergunta ao queixoso: ‘E você, o que vai fazer a respeito?’. 

- Escudo protetor: façamos com que a criança que estiver com alguém assim que imagine uma capa invisível de Harry Potter, de tal maneira que se isole do que está acontecendo ao seu redor e nada do que ela escute a poderá afetar. 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com

Como aplicar limites aos filhos

Como aplicar limites aos filhos

As crianças precisam de limites. Como educar com disciplina nossos filhos. Uma disciplina eficaz na hora de aplicar limites aos nossos filhos é o mais importante. Se apresentamos uma boa regra, nosso filho estará disposto a cumpri-la porque o que eles querem é nos agradar.

Como educar crianças caprichosas

Como educar crianças caprichosas

Uma criança caprichosa é uma criança que quer e exige as coisas porque sempre consegue o que quer. Se uma criança depois de um ataque ou uma birra consegue o que quer, algo está errado na sua educação e no comportamento dos seus pais. Uma criança caprichosa será invejosa, ciumenta e exigirá coisas seja o que for.

5 conselhos para que as crianças aprendam a tolerar a frustração

5 conselhos para que as crianças aprendam a tolerar a frustração

Tolerar a frustração é aceitar que as coisas nem sempre saem como se gostaria e controlar toda essa raiva e chateação para transformá-lo em esforço e seguir adiante. É um excelente aprendizado para as crianças desde bem pequenos.

5 sinais que indicam que o seu filho é impulsivo

5 sinais que indicam que o seu filho é impulsivo

Na medida em que a criança cresce, ela vai ganhando autonomia e é capaz de se guiar pelo que ela quer e não pelo que os outros desejam e pode administrar a frustração e pode racionalizar com ela. No entanto, algumas crianças têm problemas de autocontrole e são demasiadamente impulsivas na sua vida diária.

A teimosia infantil. Criança teimosa

A teimosia infantil. Criança teimosa

Por que o meu filho é tão teimoso? Essa é uma das perguntas que a gente mais ouve quando vários pais compartilham sobre os seus filhos. O que podemos fazer para controlar esse comportamento? É possível mudar essa conduta?

Quando a criança é sempre do contra

Quando a criança é sempre do contra

O meu filho é sempre do contra e já estou ficando farta e sem paciência. Essa é uma afirmação muito comum entre pais. Sobretudo, entre pais cujos filhos têm idades compreendidas entre 2 e 4 anos. Ainda que também seja uma situação que aconteça quando as crianças começam na escola.

0 comentarios