5 conselhos para evitar as brigas entre irmãos

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Uma das coisas que a gente aprende desde muito pequenos é que ‘ou você luta pelas coisas ou nunca conseguirá nada’. As avós resumiriam tudo isso em um refrão popular: ‘quem não chora, não mama’. Por isso, as brigas entre irmãos são algo natural. Em geral, todos os irmãos brigam. Faz parte do aprendizado da vida. 

A missão dos pais é ensinar aos filhos que existe outra forma de ‘luta pelo poder’, como, por exemplo, a persuasão ou a negociação. O objetivo: conseguir que as crianças aprendam a canalizar e controlar sua ira.

Conselhos para que os irmãos não briguem

5-conselhos-para-evitar-brigas-entre-irmãos A

A ira é uma emoção básica em todas as pessoas. Você quer alguma coisa, mas não te dão. O que acontece? Você se chateia. Evidentemente, os adultos aprendem a controlar este sentimento e tentam fazer com que não os afete tanto. Mas, as crianças ainda não sabem muito bem como fazê-lo. Quando existem irmãos pelo meio, a ira se transforma em briga e as brigas na tentativa de domínio e no afã de conseguir mais poder. Às vezes, as brigas são apenas uma forma de chamar a atenção dos pais

O que os pais podem fazer para evitá-las? Aqui vão alguns conselhos para pais com filhos que começam a utilizar as brigas como um costume: 

1. Não seja somente observador. Aplique as normas. Os pais podem intervir nas brigas. Não há porque se sentar e observar como os filhos arrancam os cabelos uns dos outros. Eles não sabem que existe outra forma de conseguir aquele brinquedo que tanto querem. Ajude-os. Se ultrapassarem os limites e a briga é grave, aplique as normas e limites que você estabeleceu e castigue-os, se necessário.

2. Ensine-os a compartilhar. A maioria das brigas entre irmãos começam porque ambos querem a mesma coisa. A origem do problema é que não sabem compartilhar. Se ambos quiserem o mesmo biscoito, explique a eles que podem parti-lo ao meio e assim ninguém perde. Se for um brinquedo, marque um tempo limitado (faça um sorteio prévio) para que cada criança desfrute no seu tempo. 

3. Ensine-os a negociar. Uma boa tática para conseguir esse brinquedo que um dos irmãos se nega a compartilhar é negociando. Ensine ao seu filho que oferecendo algo em troca ao seu irmão, pode conseguir um benefício. 

4. Ensine-o a controlar sua ira. Quando se chateiam, as crianças sentem raiva e frustração. O coração se acelera e já não conseguem pensar. Talvez se você os ensinar a deixar passar alguns segundos quando sentirem isso, antes de pular em cima do irmão, eles poderão, pouco a pouco, dominando a sua ira. 

5. Não faça favoritismo com nenhum dos filhos: a única coisa que você conseguirá com isso é gerar ciúmes entre os irmãos, e isso também pode terminar em brigas contínuas. A criança, desde cedo, deve ser ensinada a ter um vínculo estreito com seus irmãos. Isso ajudará a evitar os conflitos.

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com