Abandone os maus hábitos se você estiver querendo engravidar

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Se você decidiu engravidar convém que saiba que você terá que abandonar hábitos e costumes ruins para conseguir que a gravidez seja saudável e o seu bebê venha ao mundo de uma forma saudável. 

Maus hábitos como fumar ou beber álcool devem ser esquecidos, se possível, por completo. Pelo bem da sua saúde e a do seu bebê é melhor que o faça com o apoio e a colaboração do seu companheiro. Qualquer esforço ou mudança que seja realizado pelo bebê deveria ser compartilhado. 

Deixe o cigarro se você quiser engravidar

abandone-os-maus-hábitos-se-você-engravidar A 

Se você quiser ter um filho sadio deverá começar desde antes da gravidez a se cuidar. O corpo é sábio e necessita de preparação e de saúde para gerar outra vida. O quanto antes você abandonar o cigarro e o álcool, melhor. Quando você decidir ter um filho apague o seu último cigarro. Lembre-se que o cigarro é muito prejudicial ao feto. Se você fuma, o seu bebê também o fará no seu ventre. A mesma coisa acontecerá se o seu companheiro ou outra pessoa fume perto de você. 

Segundo alguns estudos, as mulheres que fumam têm menos probabilidades de engravidar do que as que não fumam. O cigarro também pode reduzir a mobilidade dos espermatozóides dos homens, diminuindo as possibilidades de concepção. E, quanto ao bebê, a nicotina aumenta as possibilidades de que ele nasça prematuramente, com algum tipo de malformação congênita, com alguma doença respiratória, ou provocar-lhe a morte súbita. Quando decidir ter um filho deixe também de beber álcool

Se você estiver grávida não beba álcool

Os médicos concordam que o melhor é que deixe de beber álcool uns meses antes de tentar engravidar, já que o álcool poderia dificultar o processo de maturação dos espermatozóides e dos óvulos e poderia fazer danos ao óvulo recém fecundado. O consumo de álcool pela mãe pode afetar ao sistema nervoso, ao coração, aos rins e a outros órgãos do bebê e provocar-lhe inclusive atraso mental ou que desenvolva lábio leporino. Não existe um nível de consumo de álcool seguro para as gestantes. O consumo moderado de álcool pode produzir carências fisiológicas e transtornos de comportamento no feto. 

Bom, se depois de tudo você tenha decidido abandonar o cigarro e o álcool pelo bem do seu bebê, eu acredito que esteja preparada para ser mãe. Conhecer e reconhecer os efeitos desses maus hábitos pode ter consequências negativas sobre o bebê pode ser o primeiro e grande passo em direção à maternidade e à paternidade. 

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com