Sintomas de gravidez. Sinais que indicam que você está grávida

Como saber se você está grávida? Com certeza você já tenha se feito essa pergunta mais de uma vez quando a menstruação atrasava e passava pela cabeça se estava ou não grávida. Os sintomas variam de uma mulher para outra e não se apresentam todos de uma vez. Algumas mulheres não notam nada diferente ou nenhuma mudança perceptível. 

No entanto, ainda que não sintam incômodos, tonturas ou enjôos, existe na nossa cabeça uma série de possibilidades. A prova mais confiável é o teste de gravidez, que com uma simples mostra de urina pode determinar em somente 3 minutos se existe na sua urina um hormônio chamado gonadotrofina coriônica que assegura a gravidez. 

Você percebe os sintomas da sua gravidez?

sintomas-de-gravidez-sinais A 

- Antes de correr para a farmácia para comprar um teste para gravidez, você pode se auto-avaliar para comprovar se tem pelo menos algum desses sintomas que indicam uma gravidez recente. O primeiro sinal que constitui o sintoma mais evidente de gravidez é a amenorréia ou ausência de menstruação. Um atraso de uma semana ou ciclos menstruais irregulares pode soar o alarme. 

- Ingurgitamento mamário é o seguinte sintoma com que pode suspeitar que esteja grávida. O hormônio gonadotrofina coriônica também se encarrega de secretar estrógenos e progesterona para manter a gravidez que influenciam no estado dos seios, produzindo ingurgitamento mamário com sensações de inchaço, dor e hipersensibilidade. 

- O terceiro grupo de sintomas característicos de uma possível gravidez está relacionado com o mal estar estomacal que começa a produzir as alterações hormonais. Dores abdominais, similares aos que acontecem durante a menstruação, prisão de ventre, desejo ou enjôo de comidas e cheiros devido às alterações no gosto é uma realidade, e as náuseas e vômitos próprios do primeiro trimestre de gravidez são uma realidade para muitas futuras mamães.  

- Todos esses incômodos e sensações raras se devem aos hormônios, que produzem hipersensibilidade nos sentidos e assim alguns odores se tornarão agradáveis e outros estranhamente desagradáveis. A comida que antes você gostava agora te produzirá náuseas e você sentirá uma predileção especial por alguns alimentos, que antes não provava. As náuseas e os vômitos matinais em alguns casos podem se dar ao longo de todo o dia. Como solução, recomenda-se fazer 5 pequenas refeições diárias para não encher o estômago. 

- Mas, se algo que acompanha o início da gravidez é o sono, o cansaço e a vontade de ir para a cama. É normal sentir a necessidade de dormir e um grande cansaço devido à quantidade de hormônios que o corpo está gerando. Esse esgotamento pode vir unido, por sua vez, a uma sensação de enjôo ou tontura, produzida pela queda de açúcar no sangue. Levar uns biscoitos ou caramelos pode ser a solução para evitar os desmaios. E, para não esquecermos nada também temos que falar do desejo de urinar que acontece durante os três primeiros meses devido ao crescimento do útero e da pressão que este exerce sobre a bexiga. 

Marisol Nuevo

  • Aulas de preparação para o parto
    Aulas de preparação para o parto

    Os cursos de educação maternal ou aulas de preparação para o parto estão dirigidos principalmente às mulheres grávidas, ainda que os papais também possam participar deles. Nas aulas se tratam de dar mais informação acerca da gravidez, do parto, do recém-nascido e do aleitamento materno.

    • Os prejuízos do álcool durante a gravidez
      Os prejuízos do álcool durante a gravidez

      A gestante não deve consumir nem uma gota de álcool. Guiainfantil Brasil revela o por quê não se pode fumar durante os meses de gestação, e as graves consequências disso para o bebê.

    • As náuseas e vômitos durante a gravidez protegem ao bebê
      As náuseas e vômitos durante a gravidez protegem ao bebê

      Durante meus primeiros três meses de gravidez eu estive indisposta. Náuseas diante de cheiros, vômitos pelas manhãs e ardor estomacal após as refeições. Incômodos similares já escutei de amigas minhas. Pois hoje, meninas, deixem-me contar-lhes que esses mal-estares parecem ser sinais de uma gravidez saudável segundo uma recente pesquisa médica.

0 comentários