Crianças com dores de cabeça

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Aproximadamente 5% das crianças na idade escolar e até 10% dos adolescentes sofrem com dores de cabeça recorrentes e que podem afetar negativamente nos seus estudos, nas suas relações sociais e sua atividade física. Por isso, é importante que a gente conheça as causas que podem provocar essas enxaquecas e incentivar um ritmo de vida equilibrado. 

Se o nosso filho se queixa de dor de cabeça ou tem outros sintomas como enjôos, doenças estomacais, náuseas, sensibilidade à luz ou a cheiros fortes, pode ser que esteja sofrendo de enxaqueca e, ainda que, a dor de cabeça possa ter uma origem hereditária, existem certas situações que podem desencadear uma dor de cabeça. 

O que pode ocasionar dor de cabeça nas crianças? 

- Passar muito tempo diante de uma tela de computador, televisão ou videogames. 

- Um descanso deficitário: falta de sono ou cansaço

- Exposição prolongada ao sol ou desidratação

- Estados de estresse, nervosismo e ansiedade

- Ambientes carregados: com cheiros fortes como cigarro, perfumes. 

- Ruídos fortes

- Problemas ou doenças oculares

- Alterações hormonais 

- O consumo de alimentos excitantes como gorduras (queijos ou frituras) ou alimentos elaborados com glutamato monossódico (salsichas, embutidos, etc.). 

A maioria das dores de cabeça não são indicadores de uma doença grave, mas quase 10% é provocada por determinadas infecções como a otite, sinusite ou faringite.

A maioria das dores de cabeça não tem sua origem no crânio, mas devido a que os músculos ou vasos sanguíneos podem se inflamar e exercer pressão sobre os nervos circundantes, que enviam mensagens de dor ao cérebro. Podemos aliviar o nosso filho lhe proporcionando alguns momentos de repouso e relaxamento, um ambiente fresco, escuro e silencioso (ou com uma música suave) e nos assegurarmos que ele tenha hábitos saudáveis de alimentação, sono, exercício físico e brincadeiras

Patro Gabaldón

Redatora de GuiaInfantil.com