Como preparar uma viagem de férias com um bebê

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Só em pensar em ter que carregar bolsas, carrinho, bercinho, brinquedos, fraldas e tudo o que implica nos cuidados de um bebê, muitos pais chegam a desanimar para programar uma viagem de férias. Alguns chegam ao ponto de preferir ficar em casa a ter que preparar tudo o que necessitariam levar. Se, em todo o caso você se anima a sair de viagem com um bebê pode ser uma experiência única, inesquecível e cheia de surpresas. 

Um bebê não deve ser um empecilho para viajar

como-preparar-uma-viagem-férias-bebê A 

Meu marido e eu sempre pensamos que viajar é o melhor investimento que alguém pode fazer na vida. Por isso, sempre tínhamos na mente que quando tivéssemos um filho não deixaríamos de desfrutar das viagens. Mas, quando nossa pequenina nasceu, tudo mudou. Não deixamos de viajar, mas tivemos que escolher novos destinos, mais tranquilos e ir ajustando nossas aventuras às necessidades do nosso bebê

Quando se tem um bebê, uma viagem deve ser bem planejada e sem improvisos. A segurança e a proteção do bebê devem vir em primeiro lugar. É necessário escolher um destino que ofereça as condições adequadas para que o pequeno possa descansar, alimentar-se e se entreter de alguma forma. Praia ou montanha, mas que seja um lugar que não coloque em risco a saúde e o bem estar do pequenino. 

Os detalhes da viagem são muito importantes. Devemos ter uma atenção especial ao equipamento do bebê e organizar tudo o que iremos necessitar. Devemos considerar que o bebê necessitará de roupa apropriada e adequada à temperatura do lugar que os pais sairão de férias. 

Lembre-se que os bebês são imprevisíveis e que necessitarão de roupa extra, já que podem sujar mais roupa do que a gente possa imaginar. Também se deve incluir uma grande quantidade de fraldas, algum brinquedo, um bercinho de viagem, cremes, etc. Além da roupa, a alimentação é outro ponto importante. Não somente é recomendável que você leve o leite de fórmula indicado à sua idade (ainda que o bebê só se alimente com leite materno), mas também se devem respeitar os seus horários de alimentação e sono. 

Um item muito importante são os remédios. Vale à pena levar um kit de primeiros socorros específico para bebês. Você pode pedir a ajuda do seu pediatra para saber o que levar na maleta. Outra coisa é sempre levar o calendário de vacinas atualizado e também os documentos e seguro do bebê. 

Se for viajar de carro, não se esqueça de colocar o bebê no assento traseiro, e acompanhado com um adulto que o vigie. O bebê jamais deve ir de carro nos braços de outra pessoa. Nos braços, somente em avião, principalmente na decolagem e aterrissagem, para que esteja mais tranquilo e não sinta os incômodos próprios das mudanças de pressão.  Se a viagem for para lugares muito distantes, o melhor é que possa viajar em avião e durante a noite. Antes de fazer a reserva do vôo, os pais devem advertir a companhia que estarão viajando com um bebê e que necessitarão de um assento com mais espaço para as pernas. No mais, se você já tem tudo controlado e calculado não tem por que se preocupar. Viajar com o bebê será uma experiência única e inesquecível. Em breve você nos contará. 

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com