Decálogo sobre as cólicas do bebê lactente

Tudo o que você deve saber sobre a cólica de gases em um bebê

Vilma Medina

Vilma Medina

Uma das perguntas mais frequentes dos pais nas primeiras semanas de vida do seu bebê, é: o que são cólicas do lactente? Trata-se de episódios de choro prolongado, às vezes inconsolável, que se repetem quase todos os dias, sobretudo pela tarde e pela noite. Apresenta-se em crianças saudáveis com poucos meses de vida. 

Não é uma doença e até o momento não se tem encontrado a causa específica para as cólicas, inclusive, pode ser que seja uma variante normal do choro. Também é importante saber que é normal que as crianças sadias chorem durante duas horas ou mais durante o dia, ainda que não tenham cólicas. 

10 coisas que você deve saber sobre as cólicas do lactente

decálogo-sobre-as-cólicas-do-bebê-lactente A 

1 – Não se conhecem bem as causas das cólicas. Misturam-se motivos psicológicos, sociais ou problemas digestivos

2 – Diante de uma cólica você deve manter a calma, já que se trata de um processo benigno e passageiro. 

3 – Procure consolar o bebê e tente saber por que ele chora: fome, sede, troca de fraldas, calor, frio. 

4 – Procure que o ambiente seja tranquilo e relaxado; não transmita ansiedade à criança. 

5 – Podem ser úteis as massagens no abdômen, os passeios no carrinho ou de carro, a música suave. 

6 – Para ajudar-lhe a eliminar os gases e prevenir uma cólica lembre-se de carregá-lo por uns minutos depois da mamada em posição vertical para que possa expulsá-los arrotando. 

7 – Procure o serviço de emergência se o choro da criança for acompanhado de palidez, sudoração, e estiver muito decaída e estiver rejeitando a amamentação. Também se apresenta febre, vomita ou faz deposições com sangue. 

8 – Não administre à criança nenhum medicamento nem troque de leite sem falar com o pediatra. 

9 – Atualmente não existe nenhum tratamento com efetividade comprovada. 

10 – É importante entender que é um transtorno benigno que acaba desaparecendo por si só com o tempo (é raro que dure mais além dos 4 meses de idade). 

Malena Hawkins

Pediatra

Benefícios da massagem para os bebês

Benefícios da massagem para os bebês

A massagem transforma o bebê em um bebê saudável em todos os aspectos. Todos os bebês podem ser massageados. Assim que aproveite para massagear seu filhinho. A massagem pode desenvolver mais rapidamente a coordenação motora, aumentar suas reações musculares, além do que tornará o bebê mais receptivo e mais apto a reagir ao espaço que o rodeia.

Cólicas nos bebês

Cólicas nos bebês

Bebês com cólicas. As cólicas nos bebês são um tipo de dor abdominal inofensiva, que, em geral, começa aproximadamente nas 2-4 semanas de vida do bebê e que desaparecem até os 3 meses de idade.

Cólicas no bebê lactente

Cólicas no bebê lactente

As cólicas se manifestam entre o primeiro e o terceiro mês de vida do bebê. A cólica do lactante é um espasmo, ou uma contração dolorosa do intestino. Trata-se de um fenômeno, de um período delicado, que causa dores na maioria dos bebês. Não se trata de uma doença grave.

O controle das cólicas

O controle das cólicas

Os pais não têm culpa pelas cólicas do bebê. Ainda que os choros do bebê deixem nervosos a qualquer um, o primeiro é buscar a tranquilidade e um ambiente silencioso. Um bebê com cólica tende a estar sensível à estimulação de qualquer tipo. Se as pessoas ao seu redor estão preocupadas, ansiosas, a ponto de explodir, os bebês podem chorar ainda mais.

Os incômodos da saída dos dentes do bebê

Os incômodos da saída dos dentes do bebê

Existem bebês extremamente sensíveis com a saída dos seus primeiros dentinhos. Até que o dente consiga romper a gengiva, nossos pequenos podem passar alguns dias de humor instável. Conheça algumas coisas que podem aliviar esses incômodos.

Posições para tirar os gases do bebê

Posições para tirar os gases do bebê

Tirar os gases do bebê após a mamada, ou seja, conseguir que ele arrote o ar que foi acumulando durante a amamentação é fundamental. Deixá-lo porque ficou adormecido ou porque você está com pressa é um erro. Os gases irão se acumulando e o bebê acabará sofrendo de dores abdominais e expressará o seu mal estar chorando.

0 comentarios