Os efeitos da televisão nas crianças

Os efeitos da televisão no desenvolvimento social e emocional das crianças

O tempo que uma criança passa em frente ao televisor é tempo desperdiçado de outras atividades importantes como a leitura, o trabalho escolar, as brincadeiras e jogos e a interação com a família e o desenvolvimento social. 

As crianças também podem aprender coisas na televisão. Algumas podem ser educativas e outras inapropriadas ou incorretas. Na maioria das vezes, as crianças não sabem diferenciar entre os conteúdos que podem fazer bem ou não, do mesmo modo que a sua ingenuidade faz com que tenham dificuldades para diferenciar entre a ficção apresentada na televisão e a realidade.

Quando as crianças estão assistindo a um programa de televisão, estão ao mesmo tempo sob a influência de numerosos anúncios comerciais, alguns dos quais são de bebidas alcoólicas, brinquedos e comidas de preparação rápida. 

Os riscos de assistir muito a televisão para as crianças

os-efeitos-da-televisão-nas-crianças A

As crianças que assistem muito à televisão estão expostas a um maior número de riscos para o seu desenvolvimento intelectual e emocional. Alguns deles são os seguintes: 

- Tirar notas ruins na escola. Elas acabam dedicando mais tempo à televisão do que aos estudos e deveres. 

- Ler menos livros. Muita televisão tira o tempo de leitura da criança. 

- Realizar menos atividades físicas. A televisão implica em um grave perigo de sedentarismo para as crianças. 

- Ter problemas de sobrepeso. O sedentarismo unido a um maior consumo de salgadinhos tipo snacks e produtos calóricos durante o tempo em que passam sentadas diante da televisão pode aumentar o risco de obesidade infantil. 

- Converter-se em crianças passivas. A rápida sequência de imagens na televisão pode fazer com que as crianças percam o desejo pelas brincadeiras tradicionais, que para elas, se tornam lentos, chatos e sem interesse. 

- Entender parcialmente o que estão assistindo. A violência, a sexualidade, os estereótipos de raça e de gênero e o abuso de álcool e drogas são temas comuns nos programas de televisão. As crianças se impressionam com facilidade e podem assumir que o que assistem na televisão é o normal, seguro e aceitável. Em consequência, a televisão também expõe a criança a tipos de comportamentos e atitudes que podem ser confusos e difíceis de compreender. 

A publicidade na televisão e as crianças

As crianças são muito exploradas pela publicidade na televisão. Os fabricantes de brinquedos ganham milhões todo ano ao lançar seus produtos para as crianças. Os finais de semana, o Natal e as férias são suas temporadas preferidas, época em que geram ainda mais benefícios econômicos. Além disso, a publicidade televisiva projeta estereótipos relacionados a aspectos raciais, sociais, culturais, sexuais, assim como hábitos alimentares

Segundo estudos norte-americanos, são emitidos uma média de 23 comerciais por hora, que sugerem cereais, biscoitos, comidas rápidas, refrescos, refrigerantes e doces. Esse excessivo número de anúncios comerciais que sugerem alimentos está relacionado com a obesidade infantil. Por outro lado, a exagerada representação de imagens corporais perfeitas pode contribuir ao problema de anorexia nervosa, sobretudo em adolescentes, devido à ansiedade que provoca. Se uma criança com sobrepeso aprende na televisão que o importante é manter a forma de uma maneira exagerada, vai desenvolver complexos e consequentemente seguirá os conselhos e as dietas que a televisão ensina, além dos valores errados que estarão assimilando. 

Mais da metade da publicidade contém informação enganosa, errôneas, ou ambas, mas que as crianças acreditam como verdadeira. De tal maneira que, a televisão não só oferece, mas impõe experiências e condicionantes aos nossos filhos, uma vez que eles são o alvo principal da maioria dos anúncios comerciais. 

  • Transtornos causados pela televisão nas crianças
    Transtornos causados pela televisão nas crianças

    Exposição demasiada diante da televisão diminui a capacidade de concentração das crianças. Duas horas por dia diante da tela aumentam o risco de transtornos de atenção.

    • Quanto tempo as crianças podem ver televisão

      A relação entre o tempo em frente à TV e a saúde mental pode ser indireta, mas o comportamento sedentário tem ligação direta com a obesidade infantil, dificuldades para dormir e prejuízo da linguagem.

0 comentários