10 frases para melhorar o comportamento das crianças

Frases para reforçar e motivar a criança a se comportar melhor

Quando uma criança se comporta mal é possível que a nossa tendência é gritar, repreender ou mesmo castigá-la. No entanto, as teorias atuais de psicólogos e pedagogos oferecem alternativas que são mais efetivas, tanto para evitar que se repita o mau comportamento como para não prejudicar o desenvolvimento emocional da criança. 

A gente mostra para você algumas frases que você pode utilizar para reforçar de forma positiva a criança e assim melhore a sua conduta. 

10 frases para que as crianças se comportem melhor

10-frases-para-melhorar-o-comportamento A 

1. Não te darei atenção alguma se você se comportar assim: se gritarmos ou dermos grandes ladainhas sobre o ruim que a criança estiver fazendo, na verdade estaremos reforçando a má atitude, já que estamos prestando toda a nossa atenção quando o que ela cometeu foi uma má ação. É preferível dar um tempo e se afastar e não gerar mais atenção sobre um mau comportamento

2. Se você fizer (qualquer que seja a sua tarefa), então poderá (escolherá um pequeno prêmio): antes de castigar negativamente é preferível reforçar as boas condutas com pequenas recompensas não materiais, seja escolher uma sobremesa, brincar com eles ou dar um passeio de bicicleta. 

3. Estou orgulhosa de você: você fazer com que a criança saiba que está contente das suas conquistas e esforços, inclusive ainda que nem tudo tenha saído tão bem, isso a impulsiona a se comportar melhor.

4. Você se equivocou, mas a gente aprende com os erros: é preferível ao conhecido ‘eu te disse’. As pessoas, às vezes não aprendem até que tropecem e as crianças também. 

5. Acalme-se e a gente encontrará uma solução: se a criança chora desesperada por causa de algum capricho é importante se manter firme se não quisermos dar a ela, mas podemos ajudá-la a se tranquilizar e buscar uma alternativa que a satisfaça igualmente. 

6. A verdade tem prêmio, a mentira nunca: as crianças mentem pelo medo da represália ou por não discernir bem a realidade da fantasia. Temos que valorizar sempre a criança quando diz a verdade e louvar o fato de que tenha sido corajosa em expor sua ação. 

7. Sei que você pode fazer melhor: devemos transmitir-lhes nossa confiança de que eles podem conseguir se comportar melhor e fazer bem as coisas. 

8. Você se lembra que tinha que...? Você fez...? : é preferível as repreensões positivas. Ao invés de gritar-lhes que não tenham recolhido a roupa ou não tenham preparado a mochila para o dia seguinte e terminar fazendo você mesma, enquanto fica falando como ela fez mal em não ter feito, é preferível lembrar-lhes que devem fazer suas tarefas. 

9. Tente de novo: se não fizeram algo bem, ao invés de insistir em tudo o que fizeram mal, a gente deve dar-lhes a oportunidade de consertar o erro e poder fazê-lo melhor.  

10. Te amo: saber que são amados e serem lembrados constantemente ajudará com que as crianças tenham uma boa autoestima e sejam mais positivas e se comportem melhor. 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com

  • Crianças com talento. Brilhantes, precoces e gênios
    Crianças com talento. Brilhantes, precoces e gênios

    O talento e a genialidade na infância. A maioria das crianças com talento especial lê e escreve acima do nível esperado, conta com um vocabulário muito rico e possui capacidade para um profundo entendimento das ciências.

    • Criança mal humorada, gênio ruim e mau temperamento
      Criança mal humorada, gênio ruim e mau temperamento

      Todos, absolutamente todos nos chateamos alguma vez com nossos filhos, nosso companheiro, amigos, familiares. E muitas vezes com a gente mesmo, ainda que conscientemente saibamos que o aborrecimento não é uma reação construtiva e não nos leva a lugar algum, não soluciona nada e é totalmente contraproducente em qualquer situação.

    • Quando os pais defendem as más condutas dos seus filhos
      Quando os pais defendem as más condutas dos seus filhos

      Quando nossos filhos começam a estudar, eles terão que enfrentar problemas que podem surgir com os amigos ou com os companheiros. Até então, somente brincavam com outras crianças sob a supervisão dos pais, que estavam ali para ajudá-las em caso de algum conflito.

0 comentários