Aprender a dizer ‘não’ aos filhos

Por que devemos dizer NÃO às crianças

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Muitos pais resistem a dizer ‘NÃO’ aos seus filhos e continuamente suprem suas necessidades e desejos com a finalidade de proporcionar-lhes tudo o que deles dependa para que sejam crianças felizes e satisfeitas.  

A priori isso pode parecer positivo, no entanto, não o é. Satisfazer todas as exigências dos nossos filhos pode ocasionar que as crianças se convertam em autênticas tiranas

Dizer NÃO às crianças também educa

aprender-a-dizer-não-aos-filhos A 

Dizer ‘NÃO’ aos nossos filhos é muito benéfico para eles. Fazendo assim nós estaremos ajudando com que se sintam muito mais felizes e seguros. Ainda que isso seja difícil de acreditar, uma criança com limites claros e bem definidos é muito mais feliz que uma criança que não sabe obedecer e tiraniza seus familiares para conseguir aquilo que quer.  

As crianças são muito hábeis emocionalmente, inclusive em ocasiões mais que os adultos, e sabem perfeitamente como devem se comportar para alterar emocionalmente aos seus pais e finalmente conseguir aquilo que tanto desejam. 

Como todos nós sabemos, nenhuma criança gosta de ouvir um ‘NÃO’ DOS PAIS, por isso, a princípio as crianças não conseguem aceitar um ‘NÃO’ tranquilamente e fazem de tudo o que está em suas mãos par que seus progenitores terminem cedendo e mudando o ‘NÃO’ por um ‘SIM’: gritam, choram, batem, esperneiam, jogam coisas, insultam, etc. 

O que pode acontecer é que os pais terminem dizendo ‘SIM’ para que a criança deixe de chorar e de apresentar esse comportamento inadequado. Muitos pais e mães consideram que se não cederem quando seus filhos choram se trata de um ato cruel e inclusive se sentem culpados em permitir que o seu filho chore e não ceder diante de suas exigências. Mas, é justamente o contrário. É um erro porque a criança aprende que cada vez que quiser algo tão somente tenha que chorar e se portar mal para que seus pais terminem satisfazendo seus desejos e necessidades. Eles se tornam pequenos tiranos

Simplesmente estão utilizando todas suas armas para sair ganhando. As crianças sempre estão provando e experimentando para ver onde está o limite. Se o fazem, é porque acreditam que eles administram a situação e que têm poder suficiente para conseguir finalmente com que seus pais mudem de opinião. Por outro lado, se os pais se mostram firmes eles lhes ensinam à criança uma grande lição: ‘Você não vai conseguir nada com essa chantagem emocional ou com um mau comportamento’. 

Se lhes ensinarmos que podem conseguir tudo o que desejam e de maneira imediata não estaremos fazendo nenhum favor a eles porque na vida adulta as coisas não funcionam assim e devemos prepará-los para serem pessoas resilientes, capazes de tolerar a frustração.

Mas, isso tem uma solução. Dizer ‘NÃO’ é uma habilidade e, portanto, pode ser aprendida. 

Como aprender a dizer ‘NÃO’ aos filhos 

- Ter claro o objetivo: Cada vez que dizemos ao nosso filho ou filha ‘NÃO’ é porque consideramos que é o melhor para eles. Se tivermos claro que nosso único objetivo é ajudar-lhes, ainda que em curto prazo não pareça, será mais fácil dizer não a eles. 

- Ser firmes: Não devemos ter medo do confronto com a criança. Temos que levar em conta que quando a criança chora ou mostra um comportamento inadequado só está provando até onde pode chegar. É importante não alterarmos emocionalmente nem ceder e simplesmente mostrar indiferença diante de tais condutas. Logo a criança por si só começará a se tranquilizar. 

- Manter a calma: É importante dizer ‘NÃO’ à criança com firmeza e segurança, mas em nenhum caso gritando ou mostrando que estamos alterados. Temos que permanecer calmos e serenos. Se a criança percebe o contrário, ela aprenderá que tem o poder necessário para deixar seus pais nervosos e finalmente sairá ganhando.  

- Prática: Aprender a dizer ‘NÃO’ é uma habilidade e como qualquer outra habilidade devemos praticar para que cada vez possamos fazê-lo melhor. Quando começamos a praticar, o normal é que a princípio não o façamos muito bem e com a prática contínua terminemos sendo hábeis administradores. Por isso, devemos nos treinar e praticar de maneira contínua em dizer ‘NÃO’ aos nossos filhos, sempre e quando necessário, e pouco a pouco conseguiremos ser cada vez mais hábeis.  

Sofía Gil Guerrero

Psicóloga