Pais que prejudicam os seus filhos

Quando o comportamento dos pais e mães não beneficia ao seu filho

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Com certeza existem pais ‘tóxicos’ com os seus filhos. A palavra ‘tóxico’ define perfeitamente o que pode ser o comportamento inadequado de uma pessoa em relação à outra. Neste caso estamos falando de um comportamento tóxico por parte dos pais em relação aos seus filhos, algo que realmente se torna perigoso no desenvolvimento emocional dos pequenos, uma vez que necessitam dos seus pais e de uma estabilidade emocional muito importante. 

A construção da personalidade das crianças tem muito a ver com o comportamento dos pais em relação a eles, por isso é primordial que os pais sejam conscientes que existem comportamentos que podem prejudicar gravemente aos seus filhos em longo prazo. 

Ser pais não significa somente gerar a um filho

pais-que-prejudicam-os-seus-filhos A 

Ser pai e mãe não é apenas gerar a um filho. É muito mais do que isso. É amor incondicional, é afeto, é carinho, é proteção, é perdão, é liberdade, são valores, é educação, são conhecimentos... Mas, nunca são gritos, manipulações, agressividade, chantagem ou qualquer outra palavra que possa denotar um comportamento tóxico que possa adoecer a saúde emocional dos filhos. 

Ser pai significa também algo fundamental para qualquer pessoa: dar as ferramentas necessárias para que uma criança quando crescer possa enfrentar o mundo. Se um pai não tem isso muito claro ou o seu comportamento não vai dirigido a esse caminho, então existe um grande perigo que o comportamento se torne tóxico

Infelizmente, existem casos em que a relação com os pais podem chegar a ter habitualmente reações pouco adequadas onde as críticas destrutivas, a vitimização e inclusive a competição com os próprios filhos se torne um caminho perigoso para que a criança possa crescer feliz ou acompanhado dos seus pais. 

Consequências nas crianças de um comportamento negativo dos pais 

Isso é muito triste, porque as crianças que sofrem esse tipo de comportamento crescem pensando de que é algo normal, e que o sofrimento é algo habitual. Mas, quando já estão gravemente feridos emocionalmente, já terão crescido o suficiente para se dar conta do que realmente é normal ou não e se sentirão enormemente decepcionados criando uma mancha difícil (mas, não impossível) de se curar. 

Por culpa de uns pais tóxicos, as crianças chegarão à idade adulta sendo: 

- Inseguras.

- Com baixa autoestima.

- Submissas

- Com grande instabilidade emocional

As crianças merecem crescer em um ambiente feliz e não em um cheio de tensão por culpa dos problemas emocionais dos pais. 

María José Roldán

Mestre e Psicopedagoga