O cochilo dos bebês e das crianças

O descanso do bebê no meio da manhã e no meio da tarde

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O escritor espanhol Camilo José Cela dizia que o cochilo é a yoga ibérica. O momento sagrado para relaxar. Na realidade, é um costume muito antigo. O cochilo ou sesta procede da expressão “hora sexta”, que usavam os romanos para identificar o período entre as 14 e as 16 horas. Tradicionalmente, nesse espaço de tempo é comum tirar um cochilo. “A sesta é um período em que o cérebro precisa de um breve descanso (entre as duas e às quatro da tarde). Por isso, temos sono nesse período de tempo.

O momento ideal para um cochilo

Os beneficios do cochilo dos bebês

A digestão produz um pequeno estado de sono que se une à sesta”, afirma o conhecido neurofisiologista Eduard Estivill, que acredita que a “sesta para todas as crianças até os cinco anos é imprescindível”. É muito difícil encontrar um bebê que não goste de tirar um cochilo depois de comer ou depois de uma jornada de muita atividade. Os especialistas insistem que o sono das crianças repõem energias e relaxam ao mesmo tempo. O hábito de tirar um cochilo é fundamental para seu desenvolvimento. Por essa razão, os pais devem insistir que seus filhos tirem um cochilo pelo menos, nos cinco primeiros anos de vida, segundo especialistas.

A observação é a primeira coisa. Busque identificar no seu bebê alguns sinais que indiquem que ele tem sono. Sinais como: muita quietude, inapetência pelas brincadeiras, desejo de deitar, irritabilidade, bocejos, esfregar dos olhos, interesse pela chupeta ou mamadeira, etc. Quando o bebê apresentar alguns desses sinais não espere muito para colocá-lo para deitar. Um bebê muito cansado encontrará dificuldades para conciliar o sono.

O primeiro passo para a estreia de uma sesta é traçar uma rotina quanto ao horário, o ambiente, os hábitos. Pode ser iniciado criando um ambiente adequado para o seu descanso. Seu quarto deve ser tranquilo, confortável e a uma temperatura agradável. Se o bebê pegou o costume de dormir com uma toalhinha, uma mantinha, um bichinho de pelúcia, sua chupeta, estimule esse hábito. O bebê conciliará o sono com mais rapidez e profundidade. Existem bebês que são induzidos ao sono através de uma música tranquila. Toda vez que seus pais colocam alguma música, ele sabe que é hora da sua sesta.

Cada bebê ou criança é um mundo distinto. Reagem de maneira diferente às suas necessidades de sono. Mas, normalmente acabam obedecendo a alguns horários de cochilo. Por exemplo, o bebê que cochila três vezes durante o dia, em geral dorme no meio da manhã, após o almoço e depois das brincadeiras da tarde. No caso dos bebês que tiram duas sestas, normalmente são no meio da manhã e logo depois da refeição. E no caso de uma sesta, o horário preferido é pela tarde. Tudo dependerá da idade que o bebê tem e do ambiente em que está. Quando levar seu bebê a uma escolinha infantil, não se esqueça de informar os seus horários de sesta. 

Cuidados durante o cochilo do bebê

Está claro que a sesta é um costume gratificante para o bebê e para os seus pais. Mas, como todo hábito, é necessário que seja também bem orientado. Para isso é fundamental que se eduque o bebê nesse sentido, e que o cochilo da tarde não atrapalhe o sono noturno. As sestas regulares podem melhorar o sono da noite. A obediência a uma rotina é essencial. Do mesmo modo que a alimentação e o banho, a sesta também deve ter um horário estabelecido desde o princípio. Se você desejar que seu bebê durma após a mamadeira do meio dia, crie um ambiente adequado para ele. Para a sesta, o quarto do bebê não deve estar totalmente escuro. Deixe alguma luz no seu interior. Assim o bebê saberá diferenciar a sesta do sono noturno.