Dicas para ensinar o seu bebê a subir e a descer escadas

Vilma Medina

Vilma Medina

Se o seu bebê tem entre 13 e 15 meses e já caminhe só e queira, com a sua ajuda, ele já pode aprender a subir escadas. Isso o tornará mais autônomo, será uma conquista motora, uma grande aprendizagem e é considerada uma tarefa muito completa com uma alta exigência muscular e cerebral. Fazê-lo bem evitará acidentes, ainda que um adulto sempre deva estar ao seu lado. Temos as recomendações de especialistas para que ajude ao seu pequeno a descer e subir escadas com segurança. 

Como ajudar ao bebê a subir e descer escadas

dicas-para-ensinar-o-seu-bebê-a-subir-e-descer A

1. Bebê sobe escadas: é mais fácil que lhe ensine primeiro a subir as escadas, já que ao descer pode perder mais facilmente o equilíbrio. 

2. Jogos: para que aprenda a subir as escadas você deve colocá-lo para praticar muito. Coloque um brinquedo numa cadeira ou num degrau mais alto para que possa alcançá-lo. Coloque almofadas e travesseiros no chão e que tenha que passar sobre eles. Permita-lhe também realizar o exercício de subir e se sentar sozinho numa cadeira.  

3. Características da escada: assegure-se que não tenham degraus muito altos ou que tenha buracos perigosos onde o bebê possa cair. Observe o material, que não tenha farpas, ou pregos salientes; se for de madeira, que não tenha lascas de madeira e que a superfície dos degraus não seja muito lisa. 

4. Na escada: faça com que apóie suas mãos no seguinte degrau e que impulsione a levantar primeiro uma perna e logo a outra. Também pode provar com um brinquedo no degrau superior; assim poderá ir subindo o degrau do brinquedo, o que aumentará a dificuldade e já não suba apenas um degrau, mas vários deles. 

5. Atitude: leve em conta o seu estado de ânimo. Anime-o a aprender quando vir que está atento e ativo. Se o bebê estiver de mau humor ou assustado não o obrigue. Isso pode ser contraproducente. O bebê deve querê-lo. 

6. A segurança: apesar de que o seu bebê já tenha aprendido a subir ou descer escadas, a grade de segurança deve estar sempre fechada, que as grades não ofereçam perigo e que não caibam algumas partes do seu corpo, senão será necessária uma tela adicional. Você sempre deve estar com ele. Isso se aplica não somente para descer e subir escadas, mas para tudo, pois um bebê não se pode deixar sozinho um só minuto. Posicione-se sempre atrás dele ou na sua frente, dependendo se ele estiver subindo ou descendo, para segurá-lo ou se prevenir de uma queda. 

7. Descer: quando já tenha mais equilíbrio e mostra para você que quer descer, ensine-o a fazê-lo de costas usando suas mãozinhas e joelhos. 

Quando o seu filho já caminhe poderá subir e descer escadas caminhando, mas primeiro você deverá pegar em uma das suas mãos e ensinar-lhe a dar esses passos, e quando decida fazê-lo sozinho você deve acompanhá-lo. Os especialistas indicam que somente aos três anos de idade a criança seja capaz de subir ou descer escadas em posição vertical com mais segurança. Até que chegue nessa etapa, todo cuidado será pouco. Boa sorte!

Cuidado! O seu bebê está engatinhando

Cuidado! O seu bebê está engatinhando

Quando um bebê nasce, nasce também nas mamães o medo permanente de tudo. Vive eternamente preocupada. Se não come, quando come, por que come muito, se não faz cocô porque está com prisão de ventre e se faz muito porque pode estar dodói. Mas, nada é comparável ao medo quando o bebê começa a se movimentar por ele mesmo porque são capazes de se deslocar de um lado para o outro sem a ajuda de ninguém e começa uma grande preocupação. O que fazer então?

Como prevenir quedas de grandes alturas com crianças

Como prevenir quedas de grandes alturas com crianças

As crianças, além de ter uma grande curiosidade por tudo o que a rodeia tem pouco senso de risco. Os adultos conhecem as consequências de certos atos, enquanto que as crianças, ainda em processo de aprendizagem, desconhecem o que acontecerá se cometerem ações como meter uma tesoura numa tomada, ingerir creme de um pote, manipular um barbeador manual ou se aproximar de uma janela.

A peculiar maneira de andar dos bebês

A peculiar maneira de andar dos bebês

Acredito que os primeiros passos de um bebê não passam despercebidos por ninguém. Absolutamente ninguém pode evitar um sorriso ou ficar conquistado por este pequeno caminhante que dá os seus primeiros passinhos cambaleando para os lados, com aquela carinha de emoção e medo ao mesmo tempo.

Quando o bebê não se decide a andar

Quando o bebê não se decide a andar

Todas as famílias têm o desejo de poder ver que o seu filho comece a dar os seus primeiros passinhos, mas como em tudo, cada ser humano é único e são muitas as variáveis que podem interferir nos primeiros passos do bebê.

Por que os andadores são tão perigosos para o bebê

Por que os andadores são tão perigosos para o bebê

Os andadores a gente já sabe para que servem. Mas, será que são bons? Por que os pediatras não querem que se utilizem mais? A gente te explica o porquê em muitos hospitais de todo o mundo são promovidas campanhas informativas contra o uso do andador para bebês.

Como ajudar ao bebê a engatinhar

Como ajudar ao bebê a engatinhar

A fase do engatinhar é o primeiro passo para a independência da criança. Nesse momento a criança será capaz a se deslizar para onde quiser, e já não dependerá 100% dos pais até agora. Se você quiser um brinquedo para se mover pode procurá-lo. Dessa maneira a sua capacidade de exploração e de aprendizagem será aumentada.

0 comentarios