As curiosidades mais surpreendentes do seu bebê

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Ainda que te pareça incrível, você sabia que o seu filho compartilha sua data de nascimento, ou seja, o seu aniversário com outras 9 milhões de pessoas no planeta? Esta é uma das curiosidades mais interessantes dos bebês que você não pode perder. Você vai se surpreender! 

Ainda que pareça mentira, desde que nascem os bebês choram ‘lágrimas de crocodilo’. Talvez seja o seu primeiro sinal que já vislumbre o seu talento como ator, mas o certo é que os bebês podem chorar sem lágrimas durante os primeiros dias de vida e até as seis semanas após o seu nascimento, porque os seus dutos lacrimais ainda estão fechados. 

Deixe-se surpreender pelo seu bebê: as curiosidades sobre o seu nascimento

as-curiosidades-mais-surpreendentes-do-bebê A

E veja como são espertos. O bebê é o único ser vivo que sorri intencionalmente para os seus pais, uma vez adaptados ao mundo exterior, ainda que em uma ecografia já foi possível captar a imagem do bebê sorrindo. Logo, não voltarão a fazê-lo até aproximadamente um mês depois de nascer. 

Poderia se dizer que o parto coloca o bebê de mau humor e a única coisa que o tranquiliza é a voz materna. A maioria dos bebês reconhece a voz da sua mãe quando nascem porque vinham escutando-a durante os nove meses de gravidez, mas demoram uns 14 dias para reconhecer a voz do pai. 

Seguramente você também já deve ter se dado conta que a cabeça dos bebês é proporcionalmente maior que o resto do seu corpo, e a cabeça de um recém-nascido representa um quarto do seu peso total. Pode perder uma parte importante do cabelo devido ao atrito com os lençóis, que logo voltarão a crescer, e se o seu crânio apresenta alguma deformação, depois de ter atravessado o canal do parto, possivelmente se normalizará em poucos dias. 

O cérebro de um recém-nascido representa 10% do peso total do seu corpo, enquanto que em um adulto, 2%. Até os seis ou sete meses, o seu organismo não perde o seu sistema de adaptação ao meio aquático e nascem com a habilidade de nadar segurando a respiração, uma capacidade que utilizam também para se alimentar do peito da mãe, pois podem respirar e engolir ao mesmo tempo.

Não estranhe se o seu bebê nasce com os olhos azuis, apesar de que não exista ninguém na família com olhos claros. Isso é devido à falta de pigmentação, que mais tarde se desenvolverá depois do nascimento. E não tente colocá-lo em pé, uma vez que suas pernas ainda estão incompletas.

Os seus joelhos não têm rótulas, porque estas se desenvolvem entre os seis meses e um ano de vida. Outra curiosidade mais do que higiênica é que os bebês não têm hálito porque ainda não tem dentes, que é onde se depositam as bactérias responsáveis pela halitose, e que não suam porque suas glândulas sudoríparas ainda não estão totalmente amadurecidas. 

Se você vai ter um bebê ou já o tem nos seus braços, desfrute-o e aproveite todo o tempo que puder neste sentido, uma vez que ele cresce muito rápido. Para você ter uma idéia, nos nove meses que transcorrem entre a concepção e o nascimento, o peso do bebê dobra 3.000 milhões de vezes. E, quando nascem, os bebês duplicam o seu peso até os seis meses e triplicam até o final do primeiro ano. 

Marisol Nuevo

Redatora de Guiainfantil.com