O recém-nascido é frágil, mas não se quebra

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Você sabia que as crianças passam por mais de 2.000 doenças nos primeiros cinco anos da sua vida? Com certeza a cifra não te impressiona. Os pais de primeira viagem passam uma boa parte desses cinco anos em consulta pediátrica. No início porque tudo assusta e na maioria das vezes por desconhecimento. Somente 5% de todas as doenças aparecem com sintomas, por isso é muito importante que as crianças não estejam em uma bolha e vão criando suas defesas. 

Boa parte dessas consultas responde a essa necessidade de segurança que os pais de primeira viagem necessitam quando cuidam de um recém-nascido. Como diz o doutor Eduard Estivill, pediatra e especialista em Neurofisiologia Clínica no seu último livro (espanhol) ‘Pediatría con sentido común’ (‘Pediatria com senso comum’): o recém-nascido é frágil, mas não se quebra. 

Quem os ensinou a serem pais?

o-recém-nascido-é-frágil-mas-não-se-quebra A 

No entanto, é certo que ninguém nos ensina a sermos pais. Nessa sociedade, que abrange cada vez mais pessoas com um nível educativo alto, as dúvidas sobre algo tão natural como criar um filho são cada vez maiores. Ávidos em conseguir informação que possa ajudar na nossa realidade cotidiana, os pais recorrem a numerosos manuais que possam contribuir com informações pontuais, mas é difícil encontrar todas as respostas num só lugar. 

Conhecido pelo seu polêmico método para o bebê dormir, Estivill é co-autor dessa obra junto ao colega, também pediatra, o doutor Gonzalo Pin. Além de explicar aos pais e sobre as doenças mais comuns das crianças, esta obra dedica especial atenção à criação e à educação das crianças em aspectos tão importantes como a alimentação e o sono. 

Estivill está convencido que a alimentação da criança nos seus primeiros cinco anos vai determinar a qualidade de vida na idade adulta. Aplicando o senso comum neste importante tema, o doutor Estivill sublinha que os pais devem estar conscientes do tamanho do estômago das crianças e pretender que comam mais do que naturalmente cabe é um erro, que pode dar lugar a consequências não desejáveis como a obesidade.

Para dormir bem desde o primeiro dia, Estivill nos faz ser conscientes de que dormir também os bebês aprenderm e que é responsabilidade dos pais ensiná-los a dormir desde o primeiro dia, de forma natural, no seu berço e estabelecendo rotinas de sono para o dia e a noite. 

Mas, o interessante do livro é que vai um pouco mais além em matéria de educação abordando temas como a disciplina, os avós-cangurus, a integração e o bullying, os filhos de diferentes relações, a família monoparental, os progenitores do mesmo sexo, a emigração e suas oportunidades, a perda e o luto, os transtornos da alimentação e o sexo, como ponto chave de uma educação saudável. 

Marisol Nuevo

Guiainfantil.com