Como a violência de gênero afeta as crianças

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O que pode acontecer se os pais discutem continuamente e até se agridem na frente das crianças. As consequencias de presenciar este tipo de conducta dos pais, podem durar o resto de suas vidas. Crianças que andarão de cabeça baixa, que têm pesadelos ainda que sejam adultas, diante de um grito ou que se converterão em futuras pessoas violentas. E gritarão e baterão. E farão com que os seus filhos venham a passar pela mesma coisa que eles passaram.

Um homem que maltrata não é um bom pai. Uma mulher que maltrata não é uma boa mãe

como-a-violência-de-gênero-afeta-as-crianças A

Ser pai é se preocupar com que os seus filhos tenham garantidos seus direitos básicos: alimentação, saúde, proteção, educação e carinho. Um pai que maltrata sua mulher dá o pior exemplo que pudera dar aos filhos. Educa com violência, sem carinho, sem compaixão, sem humanidade. Da mesma forma a mãe. Os gritos e os efeitos são os mesmos.

As crianças são, portanto, as vítimas mais vulneráveis no caso da violência de gênero, incapazes de entender o porquê dessa violência e incapazes de expressar seus sentimentos. Alguns tentam se isolar, tapar os ouvidos. Outros acabam aprendendo os padrões para repeti-los quando chegar o momento. 

Como o maltrato a uma mãe afeta a uma criança

As crianças que sofrem violência de gênero em sua casa vivem num perpétuo pesadelo. Não necessariamente têm que ser agredidas fisicamente para sofrer uma tortura psicológica. O medo instalado nas suas vidas faz com que se comportem de forma diferente. Isso é o que acontece às crianças quando são expectadoras do maltrato à sua mãe: 

- A autoestima desaparece, aniquilada pelos gritos e ameaças contínuas. 

- Mostram-se nervosas, irascíveis e mudanças constantes de humor.

- Atraso no crescimento. Atraso na linguagem.

- Pesadelos constantes. Terrores noturnos. 

- Regressões (enurese, por exemplo). 

- Mostram ansiedade e baixo rendimento na escola.

- Depressão.

- Isolamento e ira. 

- Transtorno de personalidade. Maltrato aos animais, birras, falta de empatia...

- Seus desenhos mudam: são desenhos onde a figura paterna aparece afastada e em tamanho maior. Utilizam cores mais escuras e os traços são mais fortes.

As consequências do maltrato durante a infância podem ser terríveis: desde construir um adulto com uma personalidade totalmente anulada ou até mesmo um futuro adulto que irá maltratar também, baseado no aprendizado que viram no seu dia a dia.

Estefanía Esteban
Redatora de GuiaInfantil.com