A primeira vez do seu filho. Não perca isso por nada!

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A primeira vez que o meu filho fez um gol, um golaço, driblando vários jogadores até chutar ao gol, seus companheiros fizeram uma festa de felicitações enquanto lhe perguntavam o que ele havia comido no café da manhã naquele dia para conseguir uma façanha como essa, que havia colocado a sua equipe no primeiro lugar da sua liga infantil.

Eu me senti muito orgulhosa e emocionada com aquele triunfo pessoal do meu filho e coletivo da equipe, enquanto pensava o que eu teria tomado no café da manhã quando fiquei grávida dele. 

Toda primeira vez na vida de uma criança é um acontecimento único

a-primeira-vez-do-seu-filho-não-perca-isso-por-nada A 

Depois daquele gol, vieram em forma de boas notas em matemática e línguas, refletidos em seu comportamento, na forma diferente de tratar com seus amigos e na maneira como cuida da sua relação com seus avós e tios. Toda primeira vez na sua vida tem sido um acontecimento na minha. É uma sorte para os pais poderem viver intensamente duas vidas, uma a própria e a outra muito próxima através dos filhos, mas com outro olhar, mais ingênuo e doce que enche de emoções os momentos cruciais. 

No entanto, todas as primeiras vezes não foram ‘cor de rosa’. Recordo quando meu filho parecia que se afogava com suas próprias secreções, quando tinha apenas uns dias de vida, ou quando se machucou severamente com uma ferida tão profunda que podia ver o osso e tiveram que dar-lhe dez pontos na perna, enquanto seis pessoas o seguravam, ou ainda quando o perdi num shopping enquanto buscava framboesas. Foram os momentos mais angustiantes da nossa vida... Eu gostaria de continuar, mas prefiro guardar na mente as recordações dos tesouros positivos, enquanto que os negativos, eu tenha que buscá-los porque estão ocultos dentro de um baú escondido. 

Nesse mar de primeiras vezes, estou revivendo sua primeira palavra, que foi ‘papai’, claro, porque eu sempre estava repetindo para ele. Seus primeiros passos, quando se soltou dos braços da minha mãe e veio até mim. 

Seu primeiro dia na escola infantil, e de como ficou tão tranquilo. A primeira vez que soube que iria viajar de avião, que esquiou na neve, da primeira piadinha que nos contou, que nos fez morrer de rir quando conseguiu, com gestos e caras, até chegar ao final da história. 

Se existe algo que valorizo nessa vida é a sorte de tê-lo ao meu lado como se cada dia fosse o primeiro e sentir que só os pais e os filhos podem se dar e se entregar um ao outro com o calor do coração. 

Marisol Nuevo