O horário de verão e as crianças

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Como é difícil explicar a mudança de hora para as crianças, especialmente aos pequeninos da casa. São eles os mais afetados porque têm uma capacidade menor de adaptação. 

Como você explica o novo horário ao seu filho? Difícil será para os pais que têm filhos pequenos. Para eles, o horário de verão não lhes diz nada. Bem cedo estarão pulando na cama dos seus pais ou dizendo em voz baixinha (quase irresistível) nos seus ouvidos: ‘mamãe, papai, já não tenho sono’

Como explicar a mudança de hora para as criançaso-horário-de-verão-e-as-crianças A

Mamãe, já estou com fome’. Isso dirá muitas crianças que ainda não aprenderam sobre as horas ou que despertam, seja dia de semana, sábado ou domingo na mesma hora de sempre. 

O horário de verão inicia neste sábado (a partir da meia noite) em 10 Estados do Brasil e do Distrito Federal e as pessoas terão que adiantar seus relógios em uma hora. Essa mudança de horário afeta mais as crianças e as pessoas idosas, porque eles têm uma capacidade menor de adaptação que os demais. O horário de verão implica em ‘dias mais longos’ uma vez que a intensidade e a duração do dia são maiores, o que pode provocar uma sensação de cansaço, fadiga, alterações no humor, falta de concentração, incômodos na cabeça e sonolência. É como se tivéssemos atravessando um cansaço mental.

Cada criança é única e assim também acontece na sua forma de adaptação às novas situações como a mudança de casa, de transporte, de horários. Existem crianças que se adaptam rapidamente e existem outras que podem demorar até 3 ou 4 dias para se habituar à nova situação. Quando minha filha era pequena a gente buscava mudar todos os relógios da casa na tarde anterior à mudança. Assim, ela já sabia que teria que ir para a cama com o novo horário. E isso funcionava.

O bom do horário de verão é que você terá dias mais longos e poderá aproveitar em família o final de tarde com luz do sol mais prolongado e poder sair para passear de bicicleta ou uma deliciosa caminhada. O novo horário implica em maior prática de esporte, passeios, e parques com as crianças. 

Nesses primeiros dias os pais devem ter um pouquinho mais de paciência com as crianças, que podem mostrar-se mais inquietas, não queira esperar o novo horário das refeições e que o seu sono esteja mais alterado. Serão apenas alguns dias de adaptação e nada mais. 

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com