Causas da febre durante o aleitamento

Por que aparece a febre quando se dá o peito ao bebê

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Vamos ver quais as principais causas da febre no aleitamento, ainda que por definição, a febre é aquela que ultrapassa os 37,8ºC tentaremos tratar todos aqueles casos em que tenha uma elevação da temperatura corporal da mãe lactante

5 causas de febre durante o aleitamento materno

causas-da-febre-durante-o-aleitamento A

1. Subida do leite: É um aumento importante da vascularização das mamas e como consequência os peitos estão durante uns três dias quentes, aumentados de tamanho e um pouco endurecidos. Pode ser normal ter um pouco de febre, menos de 38ºC e também é normal que, enquanto dure a subida do leite, você tenha os peitos mais moles após as mamadas, mas aos poucos voltam a estar duros. 

2. Doença comum: Um resfriado, uma gripe, ou qualquer processo infeccioso que em qualquer condição possa originar febre. As mães lactantes não são imunes, por isso apresentarão febre se forem contagiadas. 

3. Mastite: É uma região do peito avermelhada, endurecida e quente, inclusive dolorosa ao tato ao mínimo roce da roupa. Tremores, febre mais alta de 38,5ºC (menos não se considera mastite), mal estar importante, sensação de fraqueza, astenia e decaimento importante. Às vezes, a mãe não se sente capaz nem de sustentar o seu bebê nos braços

4. Obstrução: Uma obstrução se sente como um caroço duro e doloroso em algum quadrante de uma mama, mas este não está quente nem vermelho. A região mais habitual onde possa ocorrer é no quadrante superior mais próximo da axila. Pode ser acompanhada de febrícula (temperatura inferior a 37,8ºC) e mal estar. Mas, não se considera mastite, já que a disbiose bacteriana envolvida é leve e pode ser tratada facilmente. 

5. Infecção de urina: É bastante frequente que no pós-parto imediato as mães apresentem infecção urinária. Esta pode causar febre elevada (mais de 38ºC). A causa pode ser a desidratação (a gente se esquece de beber líquido porque estamos imersas no cuidado com o nosso bebê); as manipulações da uretra no trabalho de parto (nas mulheres que optam por uma anestesia epidural é realizada nelas a cada 4 horas aproximadamente uma sondagem vesical para esvaziar a bexiga) fazem com que sejam mais propensas às infecções urinárias. 

Como a febre influencia no aleitamento da mãe 

A grande pergunta que muitas mulheres lactantes se fazem é: Se eu tenho febre posso dar o peito? Não existe nenhuma evidência científica que diga que é necessário suspender o peito se a mãe tem febre, nem sequer com febre alta. 

De fato, alguns processos que causam a febre como a mastite se resolvem com o esvaziamento do peito, e não há nada mais efetivo do que a sucção do bebê

Para baixar a febre, você sempre pode contar com medidas físicas: tirar a roupa, banhos com água morna... O ibuprofeno e paracetamol são seguros e ajudarão a baixar a febre e os incômodos. Os probióticos são eficazes nos casos de infecção.  

Existem muitos antibióticos e medicamentos compatíveis com o aleitamento. É recomendável que você sempre pergunte ao seu médico antes de tomar antibiótico ou qualquer outro medicamento.