Como ensinar a criança a ganhar

A importância de educar a criança com valores

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Todo mundo gosta de ganhar, mas existem diferentes formas de ganhar. Existe a forma de ganhar tóxica porque deixam os demais por baixo de você, e a forma de ganhar saudável que se faz com humildade e que incentiva o esforço e a dedicação como os melhores amigos para consegui-lo. 

No caso da forma de ganhar tóxica, não importa os meios que são utilizados para consegui-lo, nem tão pouco se ferem ou não os sentimentos dos outros. Essa forma de ganhar só tem um único objetivo: ganhar. As crianças (e também os adultos) que sentem que essa forma de ganhar é a adequada mostra um sentimento (real, mas oculto) de insegurança e inferioridade

A importância de ensinar as crianças a ganharem

como-ensinar-a-criança-a-ganhar A 

As pessoas que querem ganhar a todo custo e ficar por cima dos outros são pessoas que necessitam demonstrar aos outros que estão por cima, que têm melhores qualidades e capacidades (ainda que realmente não sintam que é assim). Essas pessoas se tiverem filhos será difícil mudar esse ‘chip’ para ensinar aos pequenos a ganhar sem competitividade, algo que sem dúvida pode prejudicar aos pequenos na sua autoestima e na sua relação com os demais. 

As pessoas que têm uma forma sadia de ganhar serão aquelas pessoas que transmitirão aos seus filhos o valor do esforço, do trabalho em equipe e da constância. Esses pais serão capazes de ensinar as crianças que o caminho é muito mais importante do que a meta, e que se não conseguirem ganhar não é nada demais, porque verdadeiramente o que importa é tê-lo tentado e ter se esforçado para consegui-lo. 

Como ensinar as crianças a ganharem de forma saudável 

Como se pode imaginar, a forma de ganhar sadia é a que todos os meninos e meninas necessitam aprender para poder aumentar sua autoestima e sua confiança pessoal. As crianças necessitam saber que os pais acreditam nelas e devem sentir que são capazes de fazê-lo, mas que o fato de ganhar ou perder será algo secundário. Essas crianças irão valorizar o esforço e a dedicação, mas se conseguirem ganhar será bom, mas se perderem será um aprendizado. Isso é o mais importante a aprender e o que realmente ganham. 

Por outro lado, as crianças que estão submetidas a que seus pais queiram que ganhem a todo custo, que a competitividade tóxica é a que movem as suas vidas, estas crianças sofrerão estresse, ansiedade, preocupação constante... Realmente serão crianças que não desfrutarão do que fazem e só irão querer mostrar aos outros que podem fazê-lo, ao invés de mostrar isso a elas mesmas. Este tipo de ensino, o que mostra que o resultado é o que realmente importa é o que incita as crianças, por exemplo, a ‘colarem’ nos exames. 

A melhor forma de ensinar as crianças a ganhar é se concentrar no esforço, na dedicação e fazê-las ver que o resultado é somente parte do caminho. 

María José Roldán

Psicopedagoga

Mestre em Educação Especial (Pedagogia Terapêutica)