Conselhos para educar crianças que falam demais

O que fazer quando o nosso filho fala muito ou em momentos inapropriados

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Quando chega o momento em que o pequeno já começa a falar e diz suas primeiras palavras, sem sombra de dúvidas esse é um dos momentos mais emocionantes para os pais. 

No entanto, pouco depois chega o momento em que a criança começa a falar definitivamente e passa por uma etapa em que parece falar sem parar. É bom freá-los ou devemos esperar que se expressem ainda que falem muito? 

Quando a criança começa a falar com desenvoltura

conselhos-para-evitar-que-as-crianças-falem-demais A 

No momento em que a criança começa a dizer suas primeiras palavras (por volta do primeiro ano), o desenvolvimento da linguagem começa a ir mais rápido e as crianças são capazes de compreender mais do que dizem pouco a pouco. A construção de frases e o amadurecimento da fala lhes permitirão se comunicar livremente com os outros. A cada dia aprendem palavras novas que são capazes de aprender prestando atenção ao seu redor. 

Mas, quando os pequenos já têm a linguagem dominada (entre os 4 e 5 anos) é possível que se convertam em faladores expertos. Alguns pais podem pensar que as crianças falam muito e que deveriam fazê-lo menos. Mas, o que é o correto no caso de que uma criança fale demasiadamente? 

Conselhos para educar crianças muito faladoras

As crianças nunca são muito faladoras e os pais deverão se os seus melhores ouvintes, sem exceção. Ainda que não seja o mesmo uma criança que fala muito porque quer contar com toda sua expectativa o que tenha vivenciado na escola ou porque quer compartilhar contigo novos conhecimentos, do que aquelas crianças que talvez falem coisas que não devem em momentos inapropriados... Mas, em ambos os casos elas querem se comunicar e expressar suas idéias e isso não deve ser coibido. 

No caso dos primeiros anos é algo natural e saudável que falem muito e no caso dos segundos, também, mas os pais devem conduzi-las para que entendam que existem momentos (de privacidade, em família) que se pode falar de certas coisas e em outros momentos (em lugares públicos) que se deve guardar a compostura. 

Quando uma criança fala muito em momentos inapropriados é bom levar em conta algumas coisas: 

- Os pais não devem repreendê-la. A criança não sabe que é um momento inapropriado. O que os pais devem fazer é indicar-lhes que falem daquilo um pouco mais tarde. 

- Quando chegar o momento de falar daquele assunto mais tarde é necessário que explique à criança por que o momento anterior não era um lugar oportuno para falar do tema que ela queria. 

- Se a criança quiser falar de algo que não corresponda não há por que se chatear e nem muito menos ridicularizá-la.  

- Em nenhum caso se deve falar à criança que se cale ou que é chata por falar muito, porque fazendo isso os pais acabam atacando diretamente a sua autoestima e acabam coibindo a motivação em ter uma boa comunicação. O ideal é ter uma boa comunicação. 

María José Roldán

Mestre e Psicopedagoga