10 conselhos para publicar fotos de crianças nas redes sociais

Normas básicas para proteger os menores dos perigos da Internet

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Quem nunca se viu tentado em publicar uma foto do seu filho nas redes sociais? Todo pai fica orgulhoso dos seus filhos e quer se gabar deles diante de todos. É claro que ele pode fazê-lo, sempre e quando respeite a uma série de normas básicas para não ter o que se lamentar depois. 

A Internet é um espaço livre, onde navega todo tipo de pessoa e onde qualquer um tem acesso a milhões e milhões de fotografias. Por isso, sempre há que pensar em proteger aos menores. Às vezes são coisas que a gente não atenta, coisas básicas, comuns, mas que nos esquecemos ao publicarmos fotografias das crianças.

10 normas básicas para publicar fotos das crianças nas redes sociais sem riscos

10-conselhos-para-publicar-fotos-crianças A 

1. Jamais publique uma foto de uma criança desnuda. Pode parecer senso comum, mas é surpreendente a quantidade de fotografias de crianças desnudas que são encontradas nas redes sociais. O instinto dos pais deveria estar sempre alerta contra os depravados sexuais. Para os pais pode ser uma foto inocente, mas existem pessoas que as podem utilizar para fins pornográficos

2. Que ninguém possa deduzir onde está a residência da criança. Uma foto na entrada da escola dá pistas onde encontrar o menor. Também em um mercado facilmente reconhecível, ou essas fotografias junto à entrada da casa onde se possa ler claramente o letreiro com o nome da rua. Cuidado com esses detalhes. 

3. Não publique fotos onde a criança apareça junto ao seu carro e consigam ver o seu carro e a placa dele. É uma forma simples de localizá-lo. 

4. Não identifique o menor com nome e sobrenome. Chame-o somente pelo nome.

5. Se o que você quer é compartilhar fotos dos seus filhos com a família, por que não usa o correio eletrônico ou num grupo do WhatsApp? É muito mais seguro do que se você publicar nas redes sociais para que pessoas mal intencionadas possam descarregá-las. 

6. Não forneça dados dos horários da criança nem das atividades extraescolares em que você a tenha matriculado. Quanto menos informação você der sobre os lugares que freqüenta, melhor. 

7. Evite exibicionismo. Será que é necessário publicar tantas fotografias das crianças nas redes sociais? É melhor limitar a quantidade de fotos das crianças que são publicadas na internet

8. Se o smartphone ou o tablet com que você tira as fotos tem GPS assegure-se de que essa função esteja desativada. Se não for assim, qualquer pessoa poderia rastrear a pista e chegar ao lugar onde se fez a fotografia. 

9. Exija a todos os seus familiares e conhecidos que sempre te peçam permissão antes de publicar uma fotografia do seu filho na internet. E lembre-se que ambos os progenitores devem estar de acordo na hora de publicar uma fotografia da criança nas redes sociais. 

10. Ajuste a privacidade e os filtros nos seus perfis de redes sociais para se assegurar de que as fotografias dos seus filhos cheguem ao menor número de pessoas possíveis. Ainda que se lembre, uma vez que você publica uma foto nas redes sociais, estas passam a ser de domínio público, e já é praticamente impossível eliminá-las. 

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com