Especial

  • Desenhos de letras com carinhas para pintar
    Desenhos de letras com carinhas para ...
  • Desenhos de frutas para imprimir y colorir
    Desenhos de frutas para imprimir y co...
  • Desenhos de Aniversário de Criança para colorir e pintar
    Desenhos de Aniversário de Criança pa...
  • Desenhos de Mandalas para colorir com as crianças
    Desenhos de Mandalas para colorir com...

Explicar a adoção ao filho adotado

Quanto mais à vontade se sinta alguém adotado em seu ambiente familiar, tanto mais feliz se sentirá a criança adotada. O contexto de adoção inclui um meio ambiente de socialização da criança: a estrutura familiar e a prática na criação de crianças, as atitudes familiares relativas à adoção e comportamento, e a atitude geral a respeito de adoção em uma comunidade grande. Este contexto pode ajudar a prever como um indivíduo vai viver o “ser adotado”. O meio ambiente familiar começa desde o momento em que a criança chega à casa.

É melhor para os filhos adotivos não lembrarem nunca da época em que não sabiam que eram adotados. A forma dos pais aceitarem a adoção como parte da vida de seu filho o levará a desenvolver um sentimento similar. É decisivo que as crianças recebam esta informação pela boca de seus pais, e que eles apresentem isso de uma forma positiva e aberta.

A verdade desde o primeiro dia da adoção

O que se recomenda é que desde o primeiro dia em que a criança adotada chegue ao novo lar, deve começar a praticar uma serena franqueza com respeito ao tema da adoção. Quanto mais cômoda se sinta com a adoção e seu meio familiar, tanto mais à vontade se sentirá a criança e haverá mais possibilidades de que a adoção prospere.

Além de conscientizar seu filho que tenha sido adotado, a discussão prematura sobre a adoção, tem dois propósitos principais: o primeiro é criar um sentimento dentro da família que a adoção é um tema a se falar. As crianças podem não entender o que significa ser adotada, mas entendem que os pais se sentem à vontade para falar sobre isso.

O segundo propósito é dar aos pais a oportunidade de praticar a fala sobre um assunto que envolve sensibilidade e aspectos dolorosos. No começo é comum ter dificuldades na discussão de alguns casos de adoção. Isso é o que dá mais sentido fazê-lo, primeiro com uma criança pequena, a quem não gosta de estar muito atenta, diferente de uma criança maior. A liberdade que sentem em perguntar, dependerá quase inteiramente da segurança que sintam seus pais como adotantes. As crianças são sensíveis em captar sentimentos de ambivalencia no que se refere as respostas às suas perguntas, e dar-lhes informações significativas sobre sua adoção.

O modo de informar determina a reação da criança à notícia

Comentários

7 comentarios

Avatar

  • jessica alexandra
    jessica alexandra

    03/03/2013 08:58

    por favor protejam vossos bebes e nao os abandonem por favor aquelas maes que abandonam que matam os deviam ser presas por favor digam nao ao abandono de criancas por favor nao facam o que algumas(uns) fazem

    Avaliar
    Responder
  • CLAUDIA
    CLAUDIA

    06/09/2011 22:30

    O AMOR MATERNO É MARAVILHOSO, INDEPENDENTE DA FORMA, SE É BIOLÓGICO OU NÃO. A BEATRIZ É O MEU TESOURO, MINHA ESTRELA, MEU CORAÇÃO SÓ BATEU FELIZ DEPOIS QUE ELA NASCEU DENTRO DELE.

    Avaliar
    Responder
  • Sissi
    Sissi

    25/05/2011 17:12

    Nunca ouvi nada diferente... Depois que tive meu filho minha vida mudou... para muito melhor. Só sabemmos a veerdadeira importância da vida e de nossa mãe quando temos filho. Sono tranquilo? risos... nunca mais. Despreocupação com a vida? ah... nunca mais. Vivemos antenadas, com o sono bem levinho, cheia de responsabilidades e preocupações... mas posso falar? Não tem nada melhor! Amo ser mãe!!!! Adoro ouvir... mamãe te amo! Manhêêê, vem cá. Amo muito tudo isso. Custo? Dificuldades? esqueça tudo isso menina. Você não está preparada para ser mãe.

    Avaliar
    Responder
  • sonia
    sonia

    01/04/2011 17:05

    Fui adotada p/meus pais c/3 meses de idade, tive curiosidade de ver meus pais biológicos,mas não passou disso.Amo minha familia.Hoje tenho um bebê do coração,quero q ele seja tão amado cmo eu sou por meus pais.O amor acima de tudo.

    Avaliar
    Responder
  • sonia
    sonia

    01/04/2011 17:05

    Fui adotada p/meus pais c/3 meses de idade, tive curiosidade de ver meus pais biológicos,mas não passou disso.Amo minha familia.Hoje tenho um bebê do coração,quero q ele seja tão amado cmo eu sou por meus pais.O amor acima de tudo.

    Avaliar
    Responder
  • Margarida Betencuro
    Margarida Betencuro

    09/11/2010 11:41

    aos filhos adoptados fique aqui bem claro que tevem de aproveitar os pais que tem porque muitas crianças gostavam de ter uns pais e nao os tem!! :)

    Avaliar
    Responder
  • francinelda de lavor melo
    francinelda de lavor melo

    26/09/2010 12:01

    Quando se pensa em ter um filho/a seja biologico ou adotado deve-se pensar quanto custa um filho/a? Será que eu enquanto pessoa estou preparado para ser pai ou mãe? será que estou disposto a priorizar a educação? fim doção do meu filho/a? ou serei mais um/a a colocar filho mundo e ele pode ser cuidado por terceiros já que eu não tenho tempo, posso lhe trazer presentes no fim do dia colocá-lo em aula de ingles, natação, futebol, balé... e etc. será que é só isso. Educar não é tarefa fácil mas também não é impossivel mas vivendo num momento histórico mediatista como o nosso, deve-se levar em consideração todo o nosso contexto histórico em que os casamentos são cada vez mais descartados como se fosse coisas e onde é que fica as crianças nesse espaço em que não existe mais bases solidas. Acredito que deve-se se repensar na questão da responsabilidade na escolha de ter ou adotar filho/a. Francinelda 5º ano de psicologia.

    Avaliar
    Responder

Página: 1 de 1 (7 Artigos)

Inscreva-se em nosso canal

Familyes TV
  • musica infantis

    Música para crianças

  • The Centsables

    The Centsables!

  • Eudardo Neto

    Aprender a Tocar Bateria

Música para crianças

  • Karaoke infantil divertido para crianças cantarem junto com a Sirireca

    Karaoke infantil divertido para crianças cantarem junto com a Sirireca

  • Patinhos Cuacuacua - ♫ Os patinhos que sabem contar ♫

    Patinhos Cuacuacua - ♫ Os patinhos que sabem contar ♫

  • Canção para fazer o bebê dormir - Meu primeiro alfabeto

    Canção para fazer o bebê dormir - Meu primeiro alfabeto

  • Canção para fazer o bebê dormir com números

    Canção para fazer o bebê dormir com números

  • Vamos dançar criançada - 跳舞的熊 - 熊舞者

    Vamos dançar criançada - 跳舞的熊 - 熊舞者

  • Karaoke infantil para crianças se divertirem com a música da Vacaleta

    Karaoke infantil para crianças se divertirem com a música da Vacaleta

  • Dorme, dorme que a coruja toma conta

    Dorme, dorme que a coruja toma conta

  • Vamos Cantar juntos com a engraçada música Concurso de Pum

    Vamos Cantar juntos com a engraçada música Concurso de Pum

  • A centopéia vai à escola - A canção da centopéia

    A centopéia vai à escola - A canção da centopéia

  • Cante junto com a música infantil do Sapato sem Chulé e sua família

    Cante junto com a música infantil do Sapato sem Chulé e sua família

  • Robô brincando no espaço - Vamos cantar e dançar com o robô

    Robô brincando no espaço - Vamos cantar e dançar com o robô

  • Corre corre cavalinho - ♫ Canção para aprender, cantar e dançar con as crianças ♫

    Corre corre cavalinho - ♫ Canção para aprender, cantar e dançar con as crianças ♫

  • Canção da Paz - ♫ A Criança e a Paz ♫ - Educação pela Paz

    Canção da Paz - ♫ A Criança e a Paz ♫ - Educação pela Paz

  • Cu cu cantaba la rana, aprender espanhol através da música para crianças

    Cu cu cantaba la rana, aprender espanhol através da música para crianças

  • Feliz aniversário. Cumpleaños feliz, aprender espanhol às crianças

    Feliz aniversário. Cumpleaños feliz, aprender espanhol às crianças

  • Videoclip animado musical infantil e karaoke com letras da Vacaboia

    Videoclip animado musical infantil e karaoke com letras da Vacaboia