As crianças que deitam mais tarde são mais inteligentes e criativas

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Você é uma coruja noturna ou um pássaro matutino? Existem crianças que demoram muito em ir para a cama, algumas por medos, outros para chamar a atenção, e para algumas outras a razão é simplesmente... Não têm sono! 

Pois bem, alguns estudos vêm explicar que este último grupo, aquelas crianças e adultos que são madrugadoras têm um quociente de inteligência superior aos demais, o que você acha? 

Por que as crianças que se deitam tarde têm um QI superior

as-crianças-que-deitam-mais-tarde A 

Satoshi Kanazawa, especialista em Psicologia Evolutiva na Escola de Economia de Londres, realizou uma pesquisa que explica que aquelas crianças com quociente intelectual superior tendem a ser adultos que preferem horários noturnos. Outro estudo publicado pela ‘Psychology Today’ diz o mesmo. Ambas as pesquisas estudaram a relação entre o quociente intelectual e os padrões de sono de vários grupos de estudantes. Em que se baseiam para afirmar isso? Além dos resultados mostram que:

- Nossos ancestrais realizavam todas suas atividades de dia, aproveitando as horas de luz, enquanto que utilizavam a noite para descansar. Aqueles seres humanos com capacidades médias estavam condicionados por esse padrão de sono, enquanto que os mais detalhistas desafiavam esses padrões e criavam os seus próprios. 

- São crianças mais rebeldes, não aceitam as normas estabelecidas como válidas e buscam novos desafios, questionam os costumes e preferem ser revolucionários a baixar a cabeça e seguir os demais. 

- As crianças e adultos noturnos aproveitam esses momentos para refletir sobre o seu dia, suas experiências; é um momento mais tranquilo para filosofar, analisar, pensar, absorver conhecimentos, fazer reflexões... 

- Além disso, são crianças mais criativas porque aproveitam esses momentos de vigília, quando tudo está mais calmo e o cérebro pode voar, para imaginar e sonhar. 

- São crianças e adultos mais curiosos, são propensos a tentar descobrir e expandir sua mente. 

Esses estudos e teorias não são concludentes, e, além do mais, tem sua versão oposta, mas mesmo assim outras pesquisas falam das vantagens biológicas que implica madrugar. Até os poetas estão em guerra com isso: existe um ditado que diz: ‘Deus ajuda quem cedo madruga’ e outro que afirma o contrário ‘não por muito madrugar amanhece mais cedo’. 

O que sim está claro segundo os estudos é que os madrugadores e corujões são diferentes: os matutinos são mais racionais, rígidos e conformistas, enquanto que os madrugadores são mais imaginativos, emocionais, criativos e inconformistas. Em qual grupo você se reconhece? 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com