As crianças que deitam mais tarde são mais inteligentes e criativas

Vilma Medina

Vilma Medina

Você é uma coruja noturna ou um pássaro matutino? Existem crianças que demoram muito em ir para a cama, algumas por medos, outros para chamar a atenção, e para algumas outras a razão é simplesmente... Não têm sono! 

Pois bem, alguns estudos vêm explicar que este último grupo, aquelas crianças e adultos que são madrugadoras têm um quociente de inteligência superior aos demais, o que você acha? 

Por que as crianças que se deitam tarde têm um QI superior

as-crianças-que-deitam-mais-tarde A 

Satoshi Kanazawa, especialista em Psicologia Evolutiva na Escola de Economia de Londres, realizou uma pesquisa que explica que aquelas crianças com quociente intelectual superior tendem a ser adultos que preferem horários noturnos. Outro estudo publicado pela ‘Psychology Today’ diz o mesmo. Ambas as pesquisas estudaram a relação entre o quociente intelectual e os padrões de sono de vários grupos de estudantes. Em que se baseiam para afirmar isso? Além dos resultados mostram que:

- Nossos ancestrais realizavam todas suas atividades de dia, aproveitando as horas de luz, enquanto que utilizavam a noite para descansar. Aqueles seres humanos com capacidades médias estavam condicionados por esse padrão de sono, enquanto que os mais detalhistas desafiavam esses padrões e criavam os seus próprios. 

- São crianças mais rebeldes, não aceitam as normas estabelecidas como válidas e buscam novos desafios, questionam os costumes e preferem ser revolucionários a baixar a cabeça e seguir os demais. 

- As crianças e adultos noturnos aproveitam esses momentos para refletir sobre o seu dia, suas experiências; é um momento mais tranquilo para filosofar, analisar, pensar, absorver conhecimentos, fazer reflexões... 

- Além disso, são crianças mais criativas porque aproveitam esses momentos de vigília, quando tudo está mais calmo e o cérebro pode voar, para imaginar e sonhar. 

- São crianças e adultos mais curiosos, são propensos a tentar descobrir e expandir sua mente. 

Esses estudos e teorias não são concludentes, e, além do mais, tem sua versão oposta, mas mesmo assim outras pesquisas falam das vantagens biológicas que implica madrugar. Até os poetas estão em guerra com isso: existe um ditado que diz: ‘Deus ajuda quem cedo madruga’ e outro que afirma o contrário ‘não por muito madrugar amanhece mais cedo’. 

O que sim está claro segundo os estudos é que os madrugadores e corujões são diferentes: os matutinos são mais racionais, rígidos e conformistas, enquanto que os madrugadores são mais imaginativos, emocionais, criativos e inconformistas. Em qual grupo você se reconhece? 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com

Crianças amamentadas são mais inteligentes

Crianças amamentadas são mais inteligentes

A amamentação eleva o coeficiente intelectual das crianças e melhora o seu rendimento acadêmico. Isso quer dizer que as mães que dão de mamar aos seus bebês podem esperar que eles sejam mais inteligentes que os bebês que não têm a mesma oportunidade.

As crianças que falam sozinhas são mais inteligentes

As crianças que falam sozinhas são mais inteligentes

Existem pessoas que dizem que aqueles que falam sozinhos têm algum tipo de alteração ou loucura, ou simplesmente lhes falta um parafuso, no entanto, a realidade é bem diferente. Essas pessoas não apenas estão bem da cabeça, mas também existe uma conexão entre a inteligência e o que se conhece como fala privada.

As crianças que pedem para repetir tudo são mais inteligentes

As crianças que pedem para repetir tudo são mais inteligentes

A repetição é a base da aprendizagem. Os japoneses sabem bem disso, uma vez que fazem as crianças repetirem nas escolas várias vezes o que aprendem. Você conhece o método Kumon? As crianças aprendem operações aritméticas complicadas à base de repetições. Um estudo recente mostra que a criança que gosta de repetir várias vezes o mesmo filme, canção, etc., são mais inteligentes.

As crianças mais inteligentes se distraem mais

As crianças mais inteligentes se distraem mais

As pessoas inteligentes se distraem com mais facilidade no trabalho, e ainda que sejam intelectualmente superiores aos seus companheiros, sua capacidade de atenção é menor que a do restante. Isso é pelo menos o que revela um estudo feito no Reino Unido. E isso também é aplicável às crianças. Aquelas que têm uma capacidade intelectual superior podem ter mais dificuldades para se concentrar devido, a outras coisas, à grande quantidade de idéias que fervilham nos seus pequenos cérebros.

As crianças mais preguiçosas podem ser as mais inteligentes

As crianças mais preguiçosas podem ser as mais inteligentes

Parece um assunto um tanto polêmico. Será que as crianças mais inteligentes são as mais preguiçosas? Não. O que um grupo de cientistas quer demonstrar é que as crianças mais inteligentes necessitam descansar mais. Não são tão ativas. São um pouco mais lentas, reflexivas e necessitam dormir muito. A razão? Pensar cansa, e muito.

0 comentarios