E você, como trata o seu filho?

Vilma Medina

Vilma Medina

A gente procura a melhor escola, a gente se preocupa com nosso filho coma bem, de forma equilibrada. A gente não esquece as suas revisões médicas nem das suas aulas de pintura, piano ou de judô

A gente se esforça para que tenham de tudo. A gente lê contos para eles e lhes compramos as melhores roupas. E, é claro, a gente insiste em que eles se vistam sozinhos, se penteiem, escovem os dentes, mas, no entanto a gente falha numa coisa: na forma de tratá-los. 

7 frases que destroem a autoestima do seu filho

e-você-como-trata-o-seu-filho A 

Com frequência a gente não cuida das palavras que mencionamos aos nossos filhos. E as palavras são tão importantes com qualquer ação. As palavras são tão importantes como um abraço, ou como um castigo. As palavras têm tanto peso que chegam diretamente ao coração. E, ainda que nosso filho seja pequeno, as palavras ficam ali gravadas. As palavras podem ser como um prego. Ainda que peçamos perdão, sempre ficará a marca, a cicatriz. 

O estresse, a pressa, o nervosismo... As causas podem ser centenas, mas, de vez em quando você não acaba dizendo essas coisas aos seus filhos? 

1.  'Você tem que fazer isso porque eu estou mandando e pronto’. 

2. 'Mais tarde, porque agora não tenho tempo’. 

3. 'Deixa de besteira, porque eu tenho coisas muito importantes para fazer’. 

4. ‘Vamos lá, você parece ridículo... '

5. 'Tá bom, tá bom, tá bom... Você me fala isso mais tarde’. 

6. 'Mas, vê se vai rápido porque você é muito lento’. 

7. 'Queeeeee, queeeeeee. Você é um chato!'.

Por que é tão importante tratar bem aos filhos

Da forma como você trata o seu filho no dia a dia vai depender muita coisa. Suas palavras, seus gestos ruins e sua indiferença em relação ao seu filho incidem diretamente sobre: 

- A confiança que o seu filho tem nos outros. 

- Sua autoestima. Evidentemente, será mais baixa. 

- Sua força. Seguramente será mais fraco. 

- Sua pouca capacidade para aceitar frustração.

- A inveja e ciúmes dos outros. 

- Os medos que ela tiver porque serão muitos. 

- Sempre estará preocupada do que os outros dizem. Ele se sentirá constantemente julgado.

- Desequilíbrio nas suas emoções

Evidentemente, perder a paciência em determinado momento é normal, e isso não nos faz ‘más mães ou pais’. Mas, se este tratamento é habitual a coisa muda de figura. Talvez a gente se preocupe muito com que nosso filho tenha de tudo e nos descuidamos do mais importante: o tratamento que damos a ele.

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com

Um gesto vale mais que mil palavras para um bebê

Um gesto vale mais que mil palavras para um bebê

Como os pais se comunicam com o bebê. Não há dúvidas de que um gesto vale mais que mil palavras. Da mesma maneira com que o bebê gesticula para pedir que o carregue nos braços, os pais também podem utilizar a linguagem dos gestos para ensinar e ajudar seus filhos a falarem.

Como a criança se sente quando os seus pais discutem

Como a criança se sente quando os seus pais discutem

A discussão na frente das crianças. Quem nunca discutiu alguma vez? Discutir pontos de vista de vez em quando pode ser saudável para exteriorizar os sentimentos ao invés de guardá-los para si mesmos. Como as crianças interiorizam as brigas e discussões dos seus pais?

10 idéias para se conectar com o seu bebê

10 idéias para se conectar com o seu bebê

Estabelecer uma conexão profunda com o bebê desde as primeiras etapas do seu crescimento é básico para transmitir-lhe toda a segurança e confiança necessárias e, sobretudo, conseguir que cresça feliz.

Como saber se uma criança tem problemas de habilidades sociais

Como saber se uma criança tem problemas de habilidades sociais

É difícil encontrar números sobre quantas crianças não possuem as habilidades sociais adequadas, já que muitas delas não sofrem nenhum transtorno evidente, e, portanto, nunca chegam a ser tratados deste problema. Ainda assim, calcula-se que 89% dos problemas que as crianças tenham sejam sociais, ou seja, estão relacionados com as pessoas e suas interações.

Como incentivar a linguagem oral nas crianças

Como incentivar a linguagem oral nas crianças

A linguagem oral é o veículo com a qual a gente se expressa e nos faz comunicar com os outros, por isso é tão importante começar a dominá-la o quanto antes, já que pode chegar a ser decisivo no rendimento acadêmico posterior.

Por que existem casais que se separam ao ter um filho

Por que existem casais que se separam ao ter um filho

Ter um filho é a coisa mais bonita desse mundo porque após nove meses de espera chega ao mundo essa pessoinha que fará com que a vida do casal dê um giro de 180º. Antes de ter um filho pode parecer que tudo é idílico. O casal tem todo o tempo para eles mesmos, podem fazer o que quiserem e desfrutar um do outro.

0 comentarios