Conselhos dietéticos para crianças com baixa imunidade

Vilma Medina

Vilma Medina

É frequente que durante uma doença longa ou um tratamento contínuo, as defesas do organismo baixem. Mesmo assim existem épocas do ano ou da vida em que estamos mais vulneráveis aos vírus e doenças, por isso é interessante conhecer que uma boa alimentação é uma grande aliada no aporte de energia, e em potencializar e renovar o nosso organismo. 

Como aumentar as defesas das crianças

conselhos-dietéticos-para-crianças-baixa-imunidade A 

A gente oferece alguns conselhos dietéticos que foram publicados pela Afanian (Associação de Famílias de Crianças com Câncer de Castilla la Mancha) que nos ajudarão, fundamentalmente a prevenir contágios pelos vírus, bactérias ou fungos, enquanto as defesas naturais do organismo se restabelecem graças a uma alimentação variada e saudável. Esses conselhos fazem parte dos cuidados da criança contra o câncer, mas sem dúvida são aplicáveis a todas aquelas circunstâncias que requeiram uma recuperação sem riscos

- É preferível consumir alimentos cozidos aos crus. Por exemplo, seria melhor oferecer-lhes um purê de verduras a uma salada crua. 

- Comer fruta descascada: bananas, tangerinas, etc. Evitar, por exemplo, aquelas de difícil lavagem ou as que se comem com casca. 

- Se comermos alimentos elaborados ou industrializados, estes têm que responder a um controle microbiológico rígido: sucos, sorvetes, leite, etc. 

- Beber preferivelmente sucos de frutas naturais e verduras embaladas.  

- Eliminar temporariamente da dieta: presuntos, queijo fresco, queijo azul ou roquefort ou ovos crus.

- Evitar cremes de confeitarias ou natas presentes em muitos doces. 

- Cozinhar e temperar com azeite de oliva. 

- Antes de preparar a comida ou durante sua manipulação, manter as mãos e os recipientes bem limpos. Mesmo assim, lavar bem as mãos antes de comer. 

- O uso da panela de pressão é muito recomendável, já que esteriliza os alimentos. 

- Não compartilhar copos nem talheres

- Evitar contaminações pela má conservação dos alimentos. 

Essas mesmas recomendações podem ser empregadas para as gestantes, especialmente aquelas que não são imunes à toxoplasmose. Outros cuidados: evitar o contato com pessoas doentes, cuidado e limpeza dos animais ou corretos hábitos de higiene também podem nos ajudar. 

Patro Gabaldón

Redatora de GuiaInfantil.com

Como o pediatra deve se comunicar com a criança

Como o pediatra deve se comunicar com a criança

Com frequência, os pediatras se esquecem que seus pacientes necessitam compreender com clareza o que acontece com eles, da mesma forma que acontece com os adultos. As crianças que sofrem de alguma doença também precisam de respostas simples e com clareza.

Como alimentar uma criança que está doente

Como alimentar uma criança que está doente

Quando as crianças estão doentinhas, ou seja, apresentam algum resfriado, tosse, febre, assim como võmitos ou diarréia, é muito normal que não queiram comer. No entanto, elas não podem deixar de comer, e por isso é importante saber com que alimentá-las segundo a doença que tenham.

A ‘carinhoterapia’ do Papa Francisco para crianças hospitalizadas

A ‘carinhoterapia’ do Papa Francisco para crianças hospitalizadas

Os tratamentos médicos são básicos para que as crianças que estão doentes se recuperem. Disso a gente não tem dúvida, mas existe outro remédio que ajuda as crianças melhorarem. É um tratamento sem custos, não custa dinheiro algum, qualquer um pode aplicar, inclusive aqueles que não são médicos e não é necessário buscá-lo em lugar algum. Está em toda parte. É o carinho.

10 mitos sobre as vitaminas na alimentação das crianças

10 mitos sobre as vitaminas na alimentação das crianças

'Tome logo o suco porque senão as vitaminas vão embora!’ Quantas vezes já ouvimos ou já dissemos isso. É uma das frases mais típicas entre as mães, não é verdade? Mas, será que é mentira ou verdade? Quantas coisas a gente sabe sobre as vitaminas? E quantas delas são corretas?

As frutas. Quais os benefícios para as crianças

As frutas. Quais os benefícios para as crianças

Os morangos, a melancia, a banana, a pêra ou a maçã. Todas são frutas é claro, mas cada uma delas contribui com algo diferente aos nossos filhos. Você sabe, por exemplo, qual é a fruta com mais vitamina C? E a mais hidratante? A gente revela os segredos das frutas, desde as favoritas dos pequenos como a banana e o abacaxi até as mais desconhecidas inclusive para os pais, como o kakadu.

0 comentarios