Crianças que incomodam e irritam as outras

Como educar crianças chatas com os outros

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Algumas vezes os filhos podem ser inconvenientes. Por volta dos 4 ou 5 anos, incomodar ou irritar aos demais pode lhes produzir uma sensação de poder. A criança faz o que tiver vontade e assim se sente que controla a situação, o que a satisfaz. 

Quando este comportamento é esporádico não temos por que nos preocupar. Mas, quando se dedica reiteradamente a gritar e a se queixar, chorar, irritar aos seus irmãos, chatear outras crianças, ou inclusive incomodar aos animais e insetos pode haver um problema. 

Por que algumas crianças são tão irritantes

crianças-que-incomodam-e-irritam-outras A 

Agem assim não porque sejam más, mas porque até os 6 ou 7 anos, aproximadamente, as crianças não sabem se colocar na pele das outras, nem entendem o que podem causar com suas atitudes. 

Se o nosso filho se comporta de alguma dessas maneiras a gente não deve se alarmar. Podemos nos dedicar para que se torne uma criança respeitosa e deixe de incomodar. 

O que fazer quando meu filho incomoda outras crianças 

Muitas vezes as crianças que incomodam aos companheiros o fazem para evitar serem incomodados, para chamar a atenção dos outros, para descarregar frustrações que têm em casa ou possuem características pessoas que as tornam menos tolerantes. Por isso, nós devemos agir em casa, porque ainda que pareça um problema educacional quando podemos colocar a culpa na escola, na maioria das vezes o problema começa dentro dos lares. Mas, como agir?  

1. Observá-la: a criança manifesta mudanças ou dificuldades em outras áreas da sua vida e não nos damos conta. Observando-a é provável que cheguemos à raiz do problema. 

2. Não julgá-las: uma comunicação clara e próxima será muito útil, enquanto que uma conversa cheia de reprovações não conseguirá o que se deseja, já que isso geraria raiva e com isso o efeito seria o contrário. 

3. Acompanhar emocionalmente: interessar-se por seus assuntos e estar disponíveis para compartilhar com elas na hora que chegarmos a casa. 

4. Impor-lhe limites

5. Oferecer-lhe opções. 

6. Ter paciência.

7. Comunicação com a escola: pedir ao professor ou professora que nos informe como vai a criança para ter uma visão dos avanços ou retrocessos dos nossos filhos. 

O que acontece quando o meu filho chateia o seu irmão

Em muitas ocasiões os irmãos têm tendência a chatear uns aos outros. Geralmente o fazem sem intenção, mas existem crianças que fazem com o propósito de incomodar o outro. Isso pode afetar os pais e mães que devem mediar o conflito. 

Podem-se empregar diferentes estratégias para identificar qual dos dois está molestando o outro: 

- Descubra por que se chateiam entre si. Quase sempre existe uma razão como explicação. Pense nas situações em que as crianças mais se incomodam entre si com maior frequência para saber a razão. 

- Quando os pais intervêm, as crianças podem começar a culpar umas às outras. Investigue bem já que nem sempre a culpa é da mesma criança. 

- Dar a cada criança um espaço e algo em que ocupar seu tempo. Em ocasiões só se incomodam por puro aborrecimento. 

O que fazer se a criança incomoda aos animais 

- Fazer-lhe saber que os cachorros, gatos e qualquer animal têm sentimentos e sofrem se alguém os machuca. Explique-lhe como deve se aproximar deles e como cuidá-los. 

- Ensine-os para que servem e como devem agir com os insetos, que toda criatura tem seu papel na natureza. 

- Dê-lhe exemplo. Se você respeita aos animais a criança também o fará. 

Se notarmos que essas condutas se repetem ou não param com o tempo devemos consultar com um especialista. Um psicólogo que possa nos orientar e ajudar nosso filho. 

Borja Quicios Abergel

Psicólogo educativo e coaching educativo