Perigos que os bebês enfrentam na piscina

O melhor seguro para o bebê é a vigilância dos pais

Vilma Medina

Vilma Medina

A piscina implica em vários riscos para o bebê e os pais devem conhecê-los e estar alerta para protegê-lo: 

- Risco de afogamento

- Risco de contusões.

- Lesões como consequência de se jogar na piscina.

- Queimaduras solares e insolações

- Infecção por fungos. 

- Complicações respiratórias pelo cloro em crianças asmáticas.

- Piora da dermatite

- Otite.

- Picadas de insetos

Como proteger o bebê de se afogar na piscina

perigos-que-os-bebês-enfrentam-na-piscina A

O principal conselho é vigiar de forma contínua ao bebê. Pelo menos em cada dez segundos. Mas, existem mais recomendações. A Associação Nacional de Segurança Infantil insiste em prevenir acidentes infantis dessa forma: colocar barreiras ou dispositivos de segurança para que o bebê não possa entrar sozinho na piscina; ensine a criança a flutuar e a nadar e afastar os brinquedos chamativos da piscina. 

Se apesar de todas essas medidas de prevenção, acontecesse algum acidente com o pequeno, é fundamental que seus pais saibam reagir: com exercício de reanimação ou tendo no celular o telefone de urgências. 

O Corpo de Bombeiros alerta dos cuidados que pais, síndicos de condomínios e proprietários de piscina devem ter para evitar afogamentos em piscinas, uma vez que as piscinas são responsáveis por 53% dos casos de morte por afogamento na faixa de 1 a 9 anos de idade, alguns deles provocados pelas bombas de sucção.

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com

Como evitar a otite em crianças na piscina

Como evitar a otite em crianças na piscina

A maioria das crianças adora brincar na água, seja na praia ou na piscina. O perigo nesses meios é a otite. A gente dá alguns conselhos para proteger os ouvidos da criança tanto no inverno como no verão.

A necessidade de ensinar a criança a nadar

A necessidade de ensinar a criança a nadar

Um dos meus temores mais obsessivos é que eu me distraia dos meus filhos e possam se afogar na piscina. De vez em quando até sonho com isso! Eu me desespero muito em perdê-los de vista na praia cheia ou quando fico conversando.

Congestão em crianças. O que fazer?

Congestão em crianças. O que fazer?

Todo o mundo acredita que tomar banho após comer pode provocar congestão, ainda que isso não seja unanimidade. Para que aconteça uma indigestão são necessários outros fatores.

Mergulhos perigosos das crianças na piscina

Mergulhos perigosos das crianças na piscina

Se jogar de cima de árvores, de rochas dos penhascos ou em lugares pouco profundos da piscina podem causar lesões e traumatismos perigosos, sobretudo quando se jogam de cabeça. Os pais devem ter muito cuidado com crianças em piscinas e os seus mergulhos.

Os acidentes infantis mais frequentes nas férias

Os acidentes infantis mais frequentes nas férias

Durante as férias, com a presença maior dos pequenos dentro de casa e com a mudança da rotina habitual, também aumenta o risco para eles de sofrerem mais acidentes, principalmente domésticos. Como podemos preveni-los?

0 comentarios