Quando o bebê está preparado para comer com as mãos

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Comer com as mãos pode ser uma experiência maravilhosa para o bebê e, além disso, benéfica. Pegar um pedacinho de comida e metê-lo na boca é um aprendizado estimulante para os pequeninos. 

Muitos pais não permitem ou não estão de acordo com isso. No entanto, não sabem o que estão perdendo. Não é só bom que os bebês sintam a textura dos alimentos, como que também estarão estimulando outros aprendizados. A gente conta para você os benefícios. 

Como os bebês podem começar a comer com as mãos

quando-o-bebê-está-preparado-para-comer-mãos A

Ervilha! Quando eu dizia à minha filha que íamos comer ervilhas era uma festa em minha casa. Hoje, não pode nem vê-las, mas quando ela era ainda um bebê e começava a provar os pedacinhos de comida usando suas mãozinhas ela adorava! 

Em geral, os bebês começam a comer sólidos em forma de papinhas e purês entre os 7 e os 9 meses de idade. Nessa idade eu sentia que minha filha pedia para comer com as mãos, ou seja, que estava preparada para isso. Cada criança é um mundo e só os pais podem saber quando tenha chegado a hora do seu bebê aprender algo mais. 

Seja como for, deixar que os bebês comam com as mãos têm inúmeros benefícios: 

- Desenvolver e praticar habilidades como o reflexo de segurar coisas (pegar algo entre o dedo indicador e polegar). 

- Ser mais independentes e autônomos na hora de comer. 

- Estimular a coordenação entre suas mãos e olhos.

- É importante para potencializar a aquisição da linguagem.

Quando o bebê começa com os sólidos seria bom que a gente presenteasse a ele uma colherzinha leve para que ele aprenda a levar os alimentos à boca. Começar não é fácil, mas deixe que ele se divirta com sua colherinha, ainda que não saiba usá-la. Quando você vir que o seu pequeno come bem os purês e as papinhas comece a introduzir pedacinhos de pão, de frango, de verduras (abobrinha, ervilhas, batata...), de frutas (banana, pêra, maçã), de peixe (branco), etc. nas suas refeições e anime-os a pegar com as mãos e levá-los à boca. 

É importante que o bebê jamais coma sozinho, que prove sua comida antes de oferecer-lhe e que a textura dos pedacinhos seja macia para evitar que se engasgue. Lembre-se que o bebê ainda não tem todos os dentes. Comer com as mãos deve ser uma experiência divertida e gratificante para ele. 

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com