O poder da fantasia e imaginação nas crianças

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Com certeza muitos pais já se perguntaram se é normal que a criança fale sozinha, imagine personagens, crie histórias, situações, e se relacione e brinque com eles. Pois confesso que eu também me preocupei alguma vez, ainda que sem razão alguma. A imaginação, assim como a fantasia das crianças é absolutamente normal. Que tipo de fantasia o seu filho cria? Seu filho tem algum amigo imaginário? 

Os benefícios da fantasia para as crianças 

A criança usa a imaginação para conseguir compreender, interpretar e recriar o mundo que a rodeia. Sua fantasia a ajuda a entender certas regras, limites, a se colocar no lugar do outro, e a criar um ambiente íntimo, cheio de magia, em que só ela tem acesso. A imaginação seria algo assim como um enorme espelho da realidade em que a criança vive. É a base da sua criatividade, e, portanto, deve ser livre e respeitada. 

Quando a criança imagina e fantasia, também se diverte, e, ao mesmo tempo, exterioriza seus próprios problemas e inquietudes, num mundo onde as regras e as decisões pertencem somente a ela. A criança controla tudo e a todos. Inventam amigos, irmãos, pessoas imaginárias que normalmente têm a mesma idade que ela. Mistura o sonho com a realidade. 

É normal também que a criança tente ocultar seu mundo imaginário dos pais. Essa é a forma que ela tem de proteger sua fantasia e deixá-la livre de uma possível crítica. O mundo imaginário da criança só pode ser motivo de preocupação se persistir ao longo do seu desenvolvimento ou se impedir que a criança seja consciente da realidade em que vive. 

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com