A janta das crianças

Se aconselha um jantar leve e nutritivo para as crianças

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A volta ao colégio ou à escola implica numa mudança importante nos horários dos pequenos. Portanto é normal que se sintam mais cansados. Uma janta leve e nutritiva pode ajudá-los a repor as forças e a descansar melhor durante a noite. 

Todo início de aula é a mesma coisa: dificuldade para dormir no horário normal, o peso das mochilas cheias de livros e o esforço para assistir várias horas de aula durante o dia. Em ocasiões, ao terminar a jornada escolar, as crianças continuam com as atividades extraescolares, ou praticando algum esporte. Por isso uma alimentação adequada é um fator importante para que as crianças tenham força e ânimo durante todo o dia. 

O jantar: um momento de reunião

O jantar das crianças

Hoje em dia é normal que tanto o pai como a mãe trabalhem fora de casa. Isso implica que muitas crianças comam na escola, ou em horários diferentes dos pais, o que torna a janta na única refeição do dia que se pode realizar em família. É importante se sentar à mesa sem pressa para que a criança desfrute junto à sua família na janta, enquanto conversam e comentam o que ocorreu durante o dia. 

Para que as crianças possam se nutrir com uma alimentação equilibrada, é conveniente que os pais tenham à sua disposição o cardápio escolar semanal, quando elas almoçam na escola. Assim sendo, pode-se preparar a janta de acordo com o que ela já comeu naquele dia, podendo elaborar para elas o prato mais adequado do ponto de vista nutricional. Independentemente que a criança seja pequena ou maior, é conveniente que as jantas sejam leves, em pouca quantidade e pobres em gorduras, já que as jantas em grande quantidade e calóricas podem atrapalhar a criança a conciliar o sono

Nas escolas em que não são oferecidas refeições, é importante que os pais coloquem na mochila um pequeno lanche com frutas e sucos naturais, para que as crianças não fiquem à mercê de merendas calóricas como os salgadinhos e frituras.

Jantar variado e apetitoso 

Em geral, o mais indicado é que a janta inclua um prato de verduras, tanto cruas em forma de salada ou cozidas. No caso da criança tenha comido massa, arroz ou legumes na hora do almoço, convém oferecer a ela uma salada variada apresentada de uma maneira original com alimentos que acrescentem cor e se tornem mais apetitosos, ou um prato de verduras cozidas. Para que a verdura fique mais apetitosa para a criança é uma boa ideia fazê-la com recheios, como berinjela recheada, por exemplo. Desse modo ficará mais fácil conseguir que as crianças consumam de forma habitual esses alimentos sadios e nutritivos, que em geral não são do seu agrado. Se na hora do almoço a criança tenha comido uma salada ou um prato de verduras, à noite pode jantar uma massa ou arroz, omelete de batata. Vale a pena usar a imaginação e criatividade para pratos atrativos. 

Os pescados são alimentos saudáveis, mas os que mais apresentam problemas para as crianças devido às espinhas e alergias que podem provocar. O melhor é oferecer às crianças, pedaços que não tenham espinhas e cozinhá-los de formas diferentes para que a criança não se canse. 

Sobremesas sadias para crianças

De sobremesa, é aconselhável não abusar dos doces nem gorduras, que proporcionam um excesso de calorias impossíveis de queimar durante o sono noturno. Convém optar pelo consumo de frutas da estação, inteiras ou cortadas e mescladas numa deliciosa salada de frutas. Outra opção são os lácteos, que hoje em dia apresentam uma variedade de produtos.

Para que a alimentação das crianças seja equilibrada e evitar problemas de saúde como a obesidade infantil, é fundamental saber o que seu filho está comendo na merenda da escola e considerar a janta uma refeição tão importante quanto o almoço. Isso requer tempo e dedicação para se evitar o consumo excessivo de fast food, que as crianças adoram. 

Fonte consultada:
- Consumer