O trabalho da parteira. O que fazem as parteiras

Qual é o papel da parteira durante a gravidez e o parto

Devido falhas no sistema de saúde, acompanhado das desigualdades sociais e regionais presentes pricipalmente na zona rural, a figura das parteiras persiste em pleno século XXI. Mesmo tratando-se de um direito constitucional assegurado, boa parte das mulheres não tem acesso real à assistência institucional ao parto.

Comunidades rurais na sua maioria, quer pela falta de assistência médica e pela distância dos centros de saúde, vivem em situação de isolamento, por isso o trabalho da parteira torna-se indispensável nessas comunidades.

Dia Internacional de la Parteira

O papel das parteiras na gravidez e no parto

Qual é o papel da parteira durante a gravidez e o parto. Quem acha que o trabalho das parteiras é realizado apenas por mulheres, engana-se. Em algumas comunidades existem homens parteiros, embora em quantidade mínima.

Como na maioria dos lugares que necessitam do trabalho das parteiras,  quando o parto tem que ser realizado à noite, a iluminação  é garantida por intermédio de lamparinas e candeeiros.

O trabalho das parteiras não é para qualquer um. Trata-se de um trabalho duro, que requer muito esforço físico devido longas caminhadas, muitas vezes na boca da noite, além da falta de material , treinamento, transporte e perigos em seu ambiente de trabalho. E essas parteiras convivem com situações de medo, incertezas e insegurança.

As parteiras são mulheres com sentimentos ambivalentes, como medo e coragem, alegria e tristeza, sofrimento e prazer, e possuem uma sensisibilidade e sabedoria que colocam muito profissional no bolso. E o maior medo e estresse está na possível perda do bebê ou a morte da mãe. Conhecem bem suas limitações.

A parteira é uma mulher de valor e coragem

A parteira é reconhecida e respeitada pela sua comunidade, e muitas delas usam práticas populares, como uso de plantas medicinais, superstições e de simpatias, além da sempre presente oração, tornando-se a fé um parâmetro para que o trabalho de parto aconteça sem maiores problemas, independentemente da religião que pertençam. Normalmente esse tipo de trabalho é passado de mãe para filha, perpetuando gerações de parteiras.

Mesmo considerando os riscos decorrente a um trabalho sem condições mínimas , o trabalho das parteiras é notadamente reconhecido.

A ausência de serviços de referência, para que a parteira encaminhe as gestantes com risco de vida, também se constitui num fator de muita preocupação, uma vez que serviços especializados encontram-se muito distantes.

Mesmo tendo o direito à saúde garantido constitucionalmente, a falha do sistema de saúde, principalmente nessas áreas, faz com que a figura da parteira continue salvando muitas vidas. Faz-se necessária a vontade política dos gestores dos serviços de saúde para mudar essa situação.

O Dia Internacional da Parteira, no dia 05 de maio, foi instituído pela Organização Mundial da Saúde em 1991, para salientar a importância do trabalho das parteiras em todo o mundo. Em diversos países, o Dia Internacional da Parteira tem sido comemorado por diversas organizações ligadas à defesa dos direitos das mulheres.

  • As dúvidas da mulher no pós-parto
    As dúvidas da mulher no pós-parto

    O pós-parto é uma etapa doce e amarga para a mulher. Doce, porque depois de nove meses, a finalmente tem o seu bebê nos braços. Amarga, porque não é uma etapa tão fácil assim para a mulher.

    • Oitavo mês de gravidez
      Oitavo mês de gravidez

      Desenvolvimento do bebê no oitavo mês de gravidez. Já falta pouco! Nessa altura, o crescimento do cérebro continua rápido. O feto já está muito grande para se mover muito, mas pode chutar e girar. Você pode notar através da parede do seu abdômen, a forma de um cotovelo ou um calcanhar. Os ossos da cabeça são suaves e flexíveis para que seja mais fácil ao bebê passar pela vagina (o canal do parto).

    • Complicações que podem acontecer no parto
      Complicações que podem acontecer no parto

      As complicações do parto podem ocorrer durante qualquer dos períodos do parto (contrações, dilatação e expulsão) e requerem uma intervenção rápida e eficaz para evitar danos na mãe e no seu bebê.

4 comentários

  • s
    silma nzinga mateus

    15/02/2013 16:24

    Eu amo esta profissao estou a estudar pra isto e creio q vai se realizar. Acho q e uma profissao muito bonita interressante gosto muito desta profissao muito mesmooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo.

    Avaliar
    Responder
  • r
    raissa

    06/04/2011 18:14

    :-*meu sonho é ser parteira agora tenho apenas 11 anos mais sempre sonhei com isso ?

    Avaliar
    Responder
  • k
    ketpilyn

    03/03/2011 13:53

    :);):D;D>:(:(:o8):P:-*:'(

    Avaliar
    Responder
  • l
    luisa romana bessa

    04/11/2010 11:57

    queria saber mais sobre as parteiras!
    mas não tive essa oportunidade!;)

    Avaliar
    Responder

Página: 1 de 1 (4 Artigos)