Como a chegada do primeiro bebê influencia no casal

Conselhos para o casal quando nasce o seu primeiro filho. Pais de primeira viagem

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O nascimento do primeiro filho é uma das experiências mais maravilhosas que existe e, ainda que a maternidade e a paternidade sejam etapas que se vivem com muita intensidade, também implica na chegada de muitas mudanças na forma de vida que podem afetar de maneira diferente o casal. 

O novo membro da família suga toda a atenção dos pais, e o espaço e o tempo que antes eram dos dois, agora fica ocupado por completo pelas atenções que o bebê requeira. 

O casal e a chegada do seu primeiro bebê

como-a-chegada-do-primeiro-bebê-influencia-no-casal A

Em geral, os recentes papais decidiram dar um passo a mais na sua relação com a decisão de ter um filho, levando em conta as responsabilidades que isso implica. 

O cuidado do bebê repercutirá no dia a dia do casal e na divisão de tarefas como amamentar, trocar fraldas, os banhos, e, é claro, implicará em menos horas de sono e de dedicação tanto do casal como a si mesmo. 

A mãe vê alterada em maior grau a sua vida devido ao período de recuperação necessária após o parto, o aleitamento materno e a licença maternidade, no caso de ser mulher trabalhadora. Algumas vezes pode acontecer depressão pós-parto que irá requerer tratamento psicológico e o apoio do casal. 

Por outro lado, as relações sexuais também podem se ver alteradas com a chegada do bebê. O cansaço e as atenções que o pequeno irá requerer podem provocar uma diminuição da frequência que poderia ter antes do nascimento ou da gravidez e chegar a causar frustração. 

Além disso, os pais de primeira viagem podem pecar por ter atitudes superprotetoras com o bebê pelo medo que lhe aconteça algo de ruim, o que também pode causar o aparecimento de conflitos dentro do casal.  

Conselhos para o casal de primeira viagem 

Primeiro, é importante que os pais se comprometam a ter um bebê sendo conscientes da responsabilidade que essa etapa implica e nunca buscar a chegada de um filho como possível solução para os problemas do casal. 

Quando o bebê nasce é normal que a mãe tente carregar toda a responsabilidade da criação sobre suas costas, ainda que se sinta exausta. Por esse motivo é recomendável que se deixe ajudar pelo seu companheiro e inclusive pelos avós, tios ou amigos, que adorarão ser participantes da chegada do novo membro da família. 

No caso de pais de primeira viagem pode acontecer o contrário, que se sintam deslocados ou inclusive um estorvo na hora de cuidar do pequeno. O papai não tem que se situar como um mero observador, mas deve participar no processo e desfrutar pouco a pouco do vínculo pai-filho que irá acontecendo. 

Em relação às tarefas do lar e do cuidado do recém-nascido é aconselhável repartir equitativamente o trabalho para evitar sobrecarga e os conflitos que possam surgir por essa situação. 

Por outro lado, é importante que não se descuide da relação do casal. Ainda que os primeiros meses o bebê absorva por completo a atenção dos pais, também é fundamental que eles passem momentos juntos e íntimos e que mantenham uma comunicação saudável sobre o maravilhoso período que estão vivendo. 

Patricia García

Guiainfantil.com