Causas e prevenção do câncer infantil

São muito poucos os cânceres que se herdam geneticamente. Normalmente, quando os pais tomam conhecimento que seu filho sofre de câncer, gera-se uma situação de medo, de assombro, de impotência e desconcerto. Uns se perguntam por que seu filho tem essa doença, tentando uma justificativa. Outros se sentem culpados ou responsáveis pelo que está ocorrendo ao seu pequeno. E são muitas as reações que se observam quando se confirma o diagnóstico do câncer. Apenas 5% dos cânceres são herdados dos pais para filhos.

Ainda que as pesquisas e os estudos sejam constantes, as causas do câncer na infância não são conhecidas. Em razão disso, não existem métodos eficazes para prevenir essa doença, o que se faz necessário um diagnóstico precoce da doença.

Fatores ambientais que favorecem o câncer nas crianças

Ainda não existe uma causa específica para o câncer. O que existem são suspeitas de algumas situações que podem aumentar o risco de sofrer essa doença. No caso das crianças estarem em ambientes carregados de fumaça (cigarro, etc.), ser filho de uma mãe que consome drogas ou que se expõe a raios X durante a gravidez, ou ser portadora do vírus da hepatite B, assim como estar exposta a outras situações, estão mais propensas a sofrer um câncer.

Pode-se prevenir o câncer?

Na realidade não existe uma receita nem uma fórmula que garanta a uma pessoa que nunca sofrerá de um câncer. Se assim fosse, já não existiriam casos de câncer no mundo. O fato de não cohecer as causas do câncer na infância, torna a prevenção algo muito difícil de se realizar. O que existem são estudos que mostram que o consumo de certos alimentos pode diminuir o risco de sofrer determinados tipos de câncer.

O que as pesquisas recomendam contra o câncer infantil

- Adotar um estilo de vida saudável para manter e desfrutar de uma boa saúde. Evitar ambientes carregados de fumaça, de poluição.

- Comer frutas e verduras todos os dias, graças à fibra que contém.

- Consumir mais legumes do que carne.

- Evitar o consumo de alimentos fritos ou grelhados. O alimento está em contato direto com  a grelha produzindo benzopirenos, uma substância cancerígena.

- Não consumir tantos alimentos preparados com muita fumaça, as conservas em vinagre. Produzem nitrosaminas, substância cancerígena.

- Tomar vitaminas não reduzem o risco de sofrer de câncer.

- Combater a obesidade. As pessoas com sobrepeso têm um risco maior de sofrer tumores de mama, de cólon, endométrio, reto.

- Substituir a proteína animal pela vegetal, sempre que possível.

- Evitar o consumo exagerado de edulcorantes, bebidas light, comidas rápidas (fast food), sem nenhum tipo de controle.


 

3 comentários

  • l
    lauren

    27/11/2011 07:31

    Ésempre bom noticias a mais sobre o cancer e como comtrolar costei muito desta reportagem e vou seguir com tudo isto que esta dizendo.

    Avaliar
    Responder
  • g
    guilherme

    14/01/2011 02:53

    muinha madrinha a 1 mes ( faz hoje ) morreu de cancêr e minha tia morreu disso e todas as mulheres da mãe da minha vó morreram disso isso achop que é genetico tenho 12 anos e morro de medo dessa doença nao falo nem o nome falop (c.a)

    Avaliar
    Responder
  • L
    Lana

    01/10/2010 08:41

    E muito bom o câncer infântil ter diminuido pois antes o câncer era hereditario ,ainda ten bebes que nascem com câncerherdado ou do pai ou da mãe .
    Mas e bom ter diminuido pois nos mães sofremos juntos com nossos filhos é muito triste:D

    Avaliar
    Responder

Página: 1 de 1 (3 Artigos)