Por que os bebês cheiram tão bem

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Hummm... O cheirinho de um bebê... Praticamente todo mundo gosta. De fato, existem perfumes que tentam imitar esse cheiro (sem êxito). A razão: o cheiro de um bebê nos seus primeiros meses de vida é único. 

Mas, alguma vez você já perguntou por que cheiram assim? Existe uma explicação científica? Sim! 

Os cientistas explicam por que os bebês cheiram tão bem

por-que-os-bebês-cheiram-tão-bem A 

O aroma de um bebê enamora instantaneamente. Será um mecanismo de defesa? Uma espécie de imã para atrair aos adultos e evitar ficar desprotegido? Será uma especial arma da natureza para garantir o vínculo? 

O aroma de um bebê não se deve a perfumes nem cremes, óleos ou talcos. É um aroma inato. Os bebês têm um perfume especial e isso tem uma explicação. Cientistas do Centro Químico Monell (Philadelphia, EUA) o descobriram.

O experimento consistiu em dar a cheirar um pijama de bebê a diferentes mulheres. A metade delas tinham sido mamães. A outra metade não. Os bebês que tinham usado o pijama estavam livres de cremes e óleos. Nada de perfumes. O que aconteceu? Todas as mulheres, tanto as mamães como as que nunca o tinham sido, segregaram dopamina, uma substância presente em várias regiões do cérebro e que incide diretamente nas capacidades motoras. 

Como se isso fosse pouco, a dopamina se segregou em regiões do cérebro relacionadas com o ‘prazer’ e os estímulos de recompensa. Nessa região se dá, por exemplo, os impulsos do apetite, do sexo... Ou seja, que o cheiro do bebê atrai fortemente, oferece um estímulo prazeroso que ajuda a fortalecer o vínculo e a comunicação não verbal. 

De onde procede o cheiro do bebê

A pesquisa se realizou com mulheres. No entanto, os químicos que intervieram nela asseguram que este resultado seria exatamente o mesmo com homens. O vínculo através do olfato é o mesmo para os pais. 

A grande pergunta é: Por que os bebês têm esse cheiro? De onde procede? Os químicos que participaram dessa pesquisa asseguram que o cheiro do bebê é uma mescla de: 

- Os nove meses de gestação: o cheiro que impregna no bebê após passar 9 meses flutuando no líquido amniótico. Esse cheiro dura até seis semanas após o nascimento. 

- Falta de sudoração: Os bebês apenas suam. A falta de transpiração faz com que o odor corporal com que nasceram dure mais tempo. 

Estefanía Esteban 

Redatora de GuiaInfantil.com