Por que os bebês cheiram tão bem

Vilma Medina

Vilma Medina

Hummm... O cheirinho de um bebê... Praticamente todo mundo gosta. De fato, existem perfumes que tentam imitar esse cheiro (sem êxito). A razão: o cheiro de um bebê nos seus primeiros meses de vida é único. 

Mas, alguma vez você já perguntou por que cheiram assim? Existe uma explicação científica? Sim! 

Os cientistas explicam por que os bebês cheiram tão bem

por-que-os-bebês-cheiram-tão-bem A 

O aroma de um bebê enamora instantaneamente. Será um mecanismo de defesa? Uma espécie de imã para atrair aos adultos e evitar ficar desprotegido? Será uma especial arma da natureza para garantir o vínculo? 

O aroma de um bebê não se deve a perfumes nem cremes, óleos ou talcos. É um aroma inato. Os bebês têm um perfume especial e isso tem uma explicação. Cientistas do Centro Químico Monell (Philadelphia, EUA) o descobriram.

O experimento consistiu em dar a cheirar um pijama de bebê a diferentes mulheres. A metade delas tinham sido mamães. A outra metade não. Os bebês que tinham usado o pijama estavam livres de cremes e óleos. Nada de perfumes. O que aconteceu? Todas as mulheres, tanto as mamães como as que nunca o tinham sido, segregaram dopamina, uma substância presente em várias regiões do cérebro e que incide diretamente nas capacidades motoras. 

Como se isso fosse pouco, a dopamina se segregou em regiões do cérebro relacionadas com o ‘prazer’ e os estímulos de recompensa. Nessa região se dá, por exemplo, os impulsos do apetite, do sexo... Ou seja, que o cheiro do bebê atrai fortemente, oferece um estímulo prazeroso que ajuda a fortalecer o vínculo e a comunicação não verbal. 

De onde procede o cheiro do bebê

A pesquisa se realizou com mulheres. No entanto, os químicos que intervieram nela asseguram que este resultado seria exatamente o mesmo com homens. O vínculo através do olfato é o mesmo para os pais. 

A grande pergunta é: Por que os bebês têm esse cheiro? De onde procede? Os químicos que participaram dessa pesquisa asseguram que o cheiro do bebê é uma mescla de: 

- Os nove meses de gestação: o cheiro que impregna no bebê após passar 9 meses flutuando no líquido amniótico. Esse cheiro dura até seis semanas após o nascimento. 

- Falta de sudoração: Os bebês apenas suam. A falta de transpiração faz com que o odor corporal com que nasceram dure mais tempo. 

Estefanía Esteban 

Redatora de GuiaInfantil.com

O olfato nas mulheres grávidas

O olfato nas mulheres grávidas

Com certeza você conhece mulheres grávidas que desenvolveram um extraordinário sentido de olfato e que podem reconhecer cheiros que antes passavam despercebidos. Pode ser, inclusive, que isso já tenha passado com você mesma.

Os pés do meu bebê têm cheiro

Os pés do meu bebê têm cheiro

Manter os pés dos bebês e das crianças bonitos e saudáveis faz parte do cuidado diário, já que são e sempre será por muitos anos o seu sustento. Desde quando o bebê se coloca em pé, a higiene dos pés e a escolha do calçado são importantes para evitar possíveis patologias no futuro.

Dicas para eliminar o mau cheiro dos calçados das crianças

Dicas para eliminar o mau cheiro dos calçados das crianças

Existem muitas razões para que os calçados dos nossos filhos não tenham um odor muito agradável. Pode ser devido o calçado em questão não seja precisamente bom, ou que a criança tenha algum problema de sudoração excessiva nos pés, ou ainda porque estejam calçando o sapato por muito tempo.

O odor corporal nas crianças. Dicas para evitá-lo

O odor corporal nas crianças. Dicas para evitá-lo

Existem crianças que já desde pequenos os pés têm cheiro. Inclusive bebês. E existem crianças que começam a desprender odor corporal em idades muito precoces. Nesse momento, os pais se questionam: meu filho de seis anos pode usar um desodorante de adultos?

O cheirinho do meu bebê

O cheirinho do meu bebê

A que o meu bebê cheira? Seu perfume é inconfundível, inigualável e inimitável. Os bebês cheiram a vida, aconchego e calor... O cheiro fica ligado aos sentimentos e às emoções e faz parte de um instinto básico na criação dos filhos.

0 comentarios