A Síndrome do ninho arrumado: preparando a chegada do bebê

Vilma Medina

Vilma Medina

Você já está no terceiro trimestre de gravidez, o parto se aproxima e, de repente te invade uma intensa necessidade de limpar, organizar, colocar ou preparar a casa. 

Apesar da barriga não permitir grandes excessos você é capaz de subir uma escada para limpar o teto, ou esvaziar uma estante inteira porque acredita que tem muita poeira. Fique tranquila, pois você não é a única que faz isso, nem está se tornando hiperativa. É apenas a Síndrome do ninho arrumado. 

Quando a gestante se empenha em ter tudo pronto para o bebê

a-síndrome-do-ninho-arrumado A 

A conhecida Síndrome do ninho arrumado é um comportamento que afeta as gestantes na última fase da gravidez. Nesses últimos dias nos invade uma sensação, não apenas de ter tudo preparado para a chegada do bebê, mas que tudo deve estar limpo e arrumado ao extremo. Eu reconheço que eu subia as escadas para limpar muito bem a parte superior das portas e das paredes, uma fase de loucura transitória. Mas, por que isso acontece? 

- A ansiedade diante da chegada do parto faz com que a gestante se mantenha ocupada com as atividades mais impossíveis, como limpar as paredes. 

- A gente quer receber o bebê que está chegando nas melhores condições, que ele encontre tudo limpo e cômodo e que nada, nem um resquício de pó o incomode.  

- Este último impulso de energia nos ajuda a nos acostumarmos à seguinte etapa, em que dormir e descansar será muito complicado. 

- É uma medida prática, já que sabemos que uma vez que tenhamos nosso bebê nos braços, a gente terá pouco tempo para a limpeza mais extrema. 

A Síndrome do ninho arrumado recebe o nome devido a uma analogia com as aves que constroem e mantêm seus ninhos para poder envolver suas crias. No entanto, é importante que você siga esses conselhos: 

- Que essa frenética atividade não resulte perigosa, como carregar objetos muito pesados ou ficar à mercê de uma queda de uma escada

- É importante compartilhar com o companheiro ou com a família aquilo que está nos preocupando.  

- É importante repousar e guardar energias para o que está se aproximando! 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com

Contusões e quedas durante a gravidez

Contusões e quedas durante a gravidez

As contusões e quedas durante a gravidez merecem o dobro de atenção, já que vão afetar a mãe e podem afetar também ao bebê. Felizmente, na maioria das vezes não tem especial importância, podem ser leves, sem significar nenhum perigo para a mãe e para o seu filho.

Por que muitas mulheres voltam a fumar após a gravidez

Por que muitas mulheres voltam a fumar após a gravidez

Os alertas de saúde sobre os males do cigarro no bebê durante a gravidez têm constrangido muitas mulheres e é muito elevado o índice delas que deixam de fumar na gestação. No entanto, também tem sido divulgado que muitas delas voltam a fumar após dar a luz.

Dicas para provocar o parto

Dicas para provocar o parto

Se a mamãe já passou da hora ou tenha ultrapassado sua data do parto existem alguns truques que podem ajudar a desencadear o parto de forma natural. Sua prática nem sempre tem garantia de êxito, porque não são técnicas, nem funcionam como métodos para desencadear o parto. São apenas ajudas que, em ocasiões podem iniciar as contrações do trabalho de parto.

O sonho da mulher durante a gravidez

O sonho da mulher durante a gravidez

Durante a gravidez o corpo da mulher experimenta uma série de alterações, alguns mais evidentes do que outros. O sonho também vai se transformando conforme a gravidez avança e são muitas as mulheres que afirmam que sonham mais do que antes e que esses sonhos são mais vívidos, mais reais.

Sexo na gravidez

Sexo na gravidez

As gestantes que se encontram nas primeiras semanas de gravidez se preocupam em saber se as relações sexuais com seu companheiro podem causar danos ao bebê. No caso de gravidezes normais, a penetração não causa nenhum dano ao feto, já que está protegido no útero materno e rodeado de líquido amniótico.

0 comentarios

Ad